O ser humano é realmente uma caixinha de surpresas, onde sempre estamos descobrindo novas Curiosidades. Exemplo disso são os inúmeros tipos de barulhos que somos capazes de emitir, que muitas vezes não fazem parte de algo que esteja sob o nosso controle, o que acaba nos trazendo muitos constrangimentos.

Entenda melhor o que esses barulhos absolutamente normais querem dizer segundo alguns médicos e especialistas.

1 - o roncar do estômago

Muitos pensam que esse barulho, que quase sempre nos deixa morrendo vergonha, significa que estamos com fome. Mas saiba que nem sempre o nosso estômago ronca só por esse motivo. Eele também pode estar indicando que você está passando por alguma situação de estresse.

A vibração, que muitas vezes é sonora, indica que os músculos do estômago estão se contraindo.

Como no caso de muitos outros sons, não oferece nenhum risco para a nossa Saúde.

2 - o famoso ‘arroto’ ou borbulhar da garganta.

Além de ser muito constrangedor, o som de um arroto ocorre quando você come algo muito rapidamente. Então, o seu estômago libera o excesso de ar que causa tal sonoridade.

3 - loelhos estalando

Quando você escutar aquele ‘click’ nos joelhos ao se levantar, não se preocupe. Trata-se apenas de bolhas de ar que se formam no interior do líquido das articulações, que se acumulam de acordo com as alterações de pressão na região. O sonzinho significa que essas bolhas estão estourando; esse evento se chama ‘cavitação’.

4 - o constrangedor ‘pum vaginal’.

Toda mulher já passou pela vergonha de soltar um ‘pum’ pela vagina na hora da relação sexual. Mas relaxe, isso é normal e é referente ao ar que é acumulado no órgão sexual feminino durante a penetração.

Os melhores vídeos do dia

5 - apitando pelo nariz

Geralmente acontece com pessoas com desvio de septo ou que estão resfriadas. O apito no nariz é referente ao ar que sai por um orifício que está obstruído e que está muito pequeno. Normalmente o som que sai é alto, agudo e, é claro, muito engraçado, mas só é preciso se preocupar com ele se começar a acontecer com muita frequência. Neste caso, procure um médico para ter uma opinião.