Nos dias de hoje, é difícil encontrar alguma mulher que nunca tenha experimentado a terrível sensação de ter infecção do trato urinário, a famosa infecção urinária.

Recentemente, o tema veio à tona após a morte da atriz Rogéria [VIDEO], que faleceu aos 74 anos de idade. Na mídia foi veiculado que a causa da morte da atriz seria complicações de uma infecção dessa natureza.

Vamos entender um pouco mais

A infecção do trato urinário é um quadro infeccioso que pode acometer qualquer estrutura das vias urinárias da pessoa, ou seja, pode acometer a uretra, os ureteres, a bexiga e os rins. Mais comumente os locais de infecção são mais baixos, ou seja, uretra e ureteres, e isso, de certa forma, é bom, pois quanto mais alta for a infecção, ou seja, mais próxima dos rins, pior pode ser o quadro e as complicações que a infecção pode causar ao organismo humano.

A causa geralmente da infecção é a colonização de uma bactéria na via urinária. A bactéria mais comum chama-se E.coli e costuma estar presente em certa de 70% das infecções.

No início do quadro infeccioso, a pessoa pode começar a sentir certa ardência para urinar, o que se chama de disúria. Associado a esse quadro de dor está a presença de uma sensação de urinar que a pessoa vai ao banheiro, mas não consegue esvaziar a bexiga e sente dores na tentativa de urinar. Com o passar do tempo e, consequentemente, um aumento na gravidade, a pessoa pode sentir febre, calafrios, suor excessivo além de dores na região lombar. Um quadro clínico desse é sugestivo de pielonefrite, ou seja, a infecção de urina agora está nos rins da pessoa. Nesse momento, a preocupação por uma medida rápida e eficaz deve ser prioridade.

Se não tratada, a infecção pode acometer a corrente sanguínea e levar a um quadro que se chama choque séptico, e esse sim pode levar a pessoa à morte se não for tratado de forma rápida e correta.

Como evitar?

Uma das formas simples de evitar a infecção de urina é usar roupas íntimas mais arejadas e especialmente de algodão. Não só as infecções de urina serão evitadas como as vaginites. A pessoa deve consumir muita água, tanto para prevenir como para ajudar no tratamento. Mulheres devem tomar cuidado na hora da higiene pessoal, evitando trazer o papel higiênico da região anal para a vaginal, dessa forma evita-se trazer bactérias que estão presentes na região anal para a região mais anterior, evitando-se assim a infecção do trato urinário.

E lembre-se nunca você deve se medicar sem orientação médica. Fazer uso de antibióticos sem prescrição de profissional competente pode causar mais prejuízos para sua Saúde.

E nunca é pouco lembrar, beba muita água!