No início do quadro clínico provocado pelo HIV, o paciente pode, erroneamente, achar que está passando por um simples caso de gripe. Mas em outros casos, pode não acontecer nenhum sintoma, e o infectado não saberá se possui HIV a menos que realize um exame para isso. Pesquisas mostram que um paciente pode ficar até décadas sem saber que contraiu o vírus.

A infecção inicialmente pode se mostrar completamente assintomática, e no Brasil, existem muitas pessoas que, além de não se protegerem adequadamente durante o ato sexual [VIDEO], ainda não fazem o exame, que é gratuito em algumas unidades de saúde.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Saúde

Mas, mesmo assim, é possível listar alguns sintomas que geralmente ocorrem.

Febre

Quando a pessoa infectada apresenta febre, significa que o vírus está em ativa multiplicação dentro da corrente sanguínea, e o sistema imunológico, em uma tentativa de defesa, irá causar uma reação inflamatória.

Nessa situação, o paciente ainda pode ter outros contratempos, como dor de cabeça e fadiga.

Dor muscular

A infecção por HIV também pode ter sintomas em comum com a hepatite e a sífilis, e isso inclui quadros de dores musculares, dores nas articulações e ainda causar inchaço nos gânglios do sistema linfático. As regiões mais afetadas do sistema linfático são as axilas, pescoço e também na virilha.

Erupções cutâneas

Durante o tempo da infecção viral do HIV, há sintomas que podem ocorrer no começo, ou quando a infecção já está mais avançada, e as erupções cutâneas são um exemplo disso. Para a comunidade médica, esse é um dos sintomas cruciais, pois não ocorre quando o paciente tem gripe, como muitos tendem a confundir no estágio inicial.

Essas erupções podem ocorrem na forma de manchas, inicialmente de cor rosa, e também furúnculos.

As manchas tendem a coçar bastante e são um divisor de águas, sendo quase obrigatório que o médico indique um teste para detectar se há HIV.

Náuseas

Outro sintoma que tende a ocorrer no estágio inicial ou avançado é o quadro de náuseas, geralmente acompanhado de diarreia e vômitos. A diarreia é um grande sinal de alerta, pois costuma não cessar facilmente e tem graves consequências, como desidratação.

O vírus vai afetar basicamente o sistema imunológico do corpo, ou seja, a defesa do organismo, e esse abalo causa essas consequências. Qualquer desses sintomas pode indicar HIV, caso o tratamento se mostre ineficiente.

Emagrecimento

Um sinal quase inegável da contaminação por HIV [VIDEO], agora em estágio intermediário ou avançado, é a perda de peso, também conhecida como síndrome do desgaste, que aliada à desidratação, também é um efeito colateral da diarreia.

Um possível sinal de que há algo de errado no sistema imunológico é perder peso rapidamente mesmo alimentando-se normalmente.

Uma pessoa infectada pelo HIV pode perder até mesmo 10% de seu peso em um período curto de tempo. Isso geralmente é consequência de quadros como diarreia, fraqueza e febre por prolongados períodos de tempo.

Portanto, é necessário ter cuidado com as relações sexuais e fazer exames caso se enquadre no grupo de risco. Caso contrário, é possível até mesmo transmitir a doença sem saber que já está infectado.