Um caminhão de uma empresa de logística terceirizada, que prestava serviços a prefeitura do Rio de Janeiro, foi roubado na manhã de sexta-feira (5) com mais de 90 mil vacinas - dentre elas 62 mil eram contra a gripe. O roubo aconteceu na Avenida Brasil, perto do bairro de Guardalupe, zona norte do Rio. A carga, avaliada em R$1,5 milhão, abasteceria as unidades de Saúde do município. A prefeitura informou a polícia e o Ministério da Saúde. O veículo foi localizado ainda na sexta-feira (5), porém parte da carga só foi encontrada no sábado (6).

Prejuízo à saúde

O caminhão que carregava a mercadoria saiu de Jacarepaguá, de um depósito de medicamentos, e estaria levando as vacinas para os postos de saúde das zonas Oeste e Norte. Além das vacinas contra a gripe, ainda haviam vacinas contra poliomelite, raiva e sarampo, sem contar os preservativos, seringas de insulina, gaze e material para medir glicemia.

Segundo a prefeitura, o caminhão pertencia a empresa de logística TCP, que registrou a ocorrência na Zona Norte do Rio. A polícia afirmou que o caminhão foi encontrado em Realengo, na Zona Oeste da cidade, e a Delegacia de Repressão a Furtos e Roubo de Cargas (DRFC) está trabalhando para encontrar a carga.

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, chegou a fazer um apelo à população, para que ajudassem com informações sobre onde as cargas poderiam ser encontradas. Disse também que o roubo trará grandes prejuízos à rede municipal de saúde, sobretudo porque a campanha de vacinação se aproxima e um novo recebimento de material irá demorar.

A secretária municipal de Saúde, Ana Beatriz Bush, declarou que o Ministério da Saúde já foi informado e que "de forma alguma a vacinação da cidade será prejudicada." Ana Beatriz, ainda concluiu que havia estoque, porém não estava completo e que ainda estavam chegando vacinas.

Portanto, é possível que o Ministério possa acelerar a entrega.

Carga recuperada

A Polícia Militar recuperou a carga roubada na manhã de sábado (6), a carga foi encontrada na Zona Oeste da cidade do Rio, na Vila Kennedy. Os policiais localizaram 30 caixas de isopor com diversas doses da vacina.

Campanha de vacinação

No Rio, a campanha de vacinação contra a gripe começa na quarta-feira (10) e vai até dia 31 de maio.

A campanha pretende vacinar mais de 1,5 pessoas, dentre elas estão idosos, crianças de seis meses a seis anos incompletos, trabalhadores de saúde, gestantes, professores e portadores de doenças crônicas.

Mesmo com as previsões do prefeito Marcelo sobre a entrega de novas remessas de vacinas e prevendo que a campanha de vacinação pudesse sofrer adiamento, o Ministério da Saúde declarou que a imunização não será prejudicada e que o cronograma para a quarta-feira será mantido.

Siga a página Saúde
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!