Em 1970, a emissora de televisão ABC criou a série musical A Família Dó-Ré-Mi (The Partridge Family, 1970-1974), que tornou-se um sucesso imediato, durando quatro temporadas, totalizando 96 episódios. Curiosamente, a série que retratava uma família de cantores e músicos fora inspirada na história real da família Von Trapp, que foi retratada no filme A Noviça Rebelde (The Sound of Music, 1964).

A série era estrelada pela atriz Shirley Jones, ganhadora do Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante por Entre Deus e o Pecado (Elmer Gantry, 1960) e pelo jovem e belo ator e cantor David Cassidy, recentemente falecido [VIDEO].

Cassidy, que interpretava o filho de Jones na série, era enteado da atriz na vida real. Susan Dey vivia a jovem Laura Partridge.

Susan Hallock Dey nasceu em 10 de dezembro de 1952, em Pekin, Illionis. Filha de um jornalista e uma enfermeira, Susan começou a trabalhar como modelo ainda criança, chamando a atenção por sua beleza.

Aos 17 anos, sem nenhuma experiência como atriz, aceitou o convite para ingressar no elenco de A Família Dó-Ré-Mi. O papel inicialmente fora oferecido para a jovem cantora Olivia-Newton John, que foi aconselhada por seu agente a recusar o mesmo. A série tornou-se um sucesso imediato, catapultando a atriz ao estrelato.

A família Patridge fez tanto sucesso, que começou a "aparecer" em diversos veículos, sendo convidados em desenhos animados como Os Flintstones e Goober e os Caçadores de Fantasmas (Goober and the Ghost Chasers).

Em 1974, eles ganharam a sua própria animação, o desenho futurista Partridge Family 2200 AD (1974-1975), produzidos pela Hanna Barbera. Muito parecido com Os Jetson, o desenho foi exibido no Brasil com o nome de Família Dó-Ré-Mi.

Quando a série foi cancelada, Susan passou a fazer aparições em séries como atriz convidada, mas sua carreira nunca mais teve a mesma repercussão. Ela havia estreado no #Cinema em Vôo 502: Em Perigo (Skyjacked, 1972) e protagonizou alguns telefilmes, mas nunca deslanchou como atriz cinematográfica. Em 1978, ela recusou o papel principal em Grease, Nos Tempos da Brilhantina (Grease, 1978), que foi para Olivia-Newton John (que havia recusado o papel original em Família Dó-Ré-Mi anos antes).

Seu filme mais importante foi O Seu Primeiro Amor (First Love, 1977), ao lado de William Kat, que anos mais tarde protagonizaria a série Super-Herói Americano (The Greatest American Hero, 1981-1986).

Susan voltou a atuar em #séries de TV, como Loves Me, Loves Me Not (1977), L.A. Law (1986-1994) e Love & War (1992-1995). Por seu papel da advogada Grace Van Owen, em L.A. Law, foi indicada cinco vezes ao Globo de Ouro, sendo agraciada com o prêmio em 1988.

Seu último trabalho como atriz foi em uma participação de dois episódios na série Parceiros da Vida (Third Watch), em 2003.

Em 1994, o ator David Cassidy lançou uma biografia, onde contou ter tido um relacionamento amoroso com a atriz. Susan ficou brava e cortou relações com Cassidy. Devido a isso, a atriz se recusou a participar de qualquer reunião do elenco da série. Com a morte de David e da atriz Suzanne Crough em 2015 (ela interpretava a pequena Tracy e faleceu aos 52 anos de idade), uma reunião do elenco nos dias de hoje parece algo praticamente impossível.

Casada e mãe de uma filha, Susan Dey hoje é membro do conselho do centro Médico da Universidade da Califórnia, dedicado a vítimas de abusos sexuais. Também trabalhou como produtora de filmes e documentários e ministra palestras contando como superou a anorexia nervosa que ela teve por muitos anos.

Confira um tributo a atriz Susan Dey

#Hollywood