A morte de Luiz Gonzaga completou na última sexta-feira (2) 30 anos. O rei do baião adquiriu uma importância ímpar para o agreste pernambucano, e o projeto Tengo Lengo Tengo promoveu shows gratuitos tendo como principal atração o grupo Quinteto Violado, que já está na estrada há 47 anos.

As atividades deram início as 9h, com oficinas no Museu do Barro. Às 14h aconteceu a palestra na Câmara de Vereadores, com Hérlon Cavalcanti, com o tema "Três décadas de saudades". Palestrou também o pesquisador Ademário King sobre a relação de Luiz Gonzaga com os compositores de Caruaru.

As apresentações musicais deram início às 18h, no Centro Cultural Cais do Sertão, no Recife, com entrada gratuita. No local houve a participação da cantora Bia Marinho e os sanfoneiros Joquinha Gonzaga e Terezinha do Acordeom, além de um coral infantil com aproximadamente 100 participantes.

Compondo a programação houve a mostra de um vídeo com depoimento de Luiz Gonzaga falando sobre o grupo Quinteto Violado e sua importância para o agreste. A primeira Música a ser tocada foi a "Hora do Adeus", seguida de um repertório que marcou a vida de uma geração, como "A Volta da Asa Branca", "É proibido Cochilar", "Pisa na Fulô", "Respeita Januário", "Sala de Reboco", dentre outras.

Segundo o tecladista Dudu Alves (Quinteto Violado), Luiz Gonzaga é a estrela guia que emociona a todos em todas as épocas com suas canções.

A importância do projeto

O projeto Tengo Lengo Tengo, além de homenagear o rei do baião, também homenageia os 30 anos da morte do padre João Câncio, que junto com Gonzaga criou a Missa do Vaqueiro de Serrita, que vem acontecendo há 49 anos. Este ano a realização do evento teve como participantes a Secretaria de Turismo e Lazer, Companhia Editora de Pernambuco (Cepe) e Empetur. O evento deu abertura a uma exposição que ficará em cartaz até dia 27 de agosto e que trata da biografia do padre João Câncio.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Famosos Música

Esse é o 2º Tributo ao Rei do Baião que ocorre no Recife. Luiz Gonzaga foi um músico nordestino que ficou famoso por suas cantigas que mostram a realidade do sertão nordestino e as belezas dos modos culturais que nele podem ser encontradas. Levou para o Brasil e afora os nomes da cidade de Caruaru, onde ocorre uma das mais tradicionais feiras brasileiras.

Breve biografia

Luiz Gonzaga nasceu na cidade de Exu (PE) no dia 13 de dezembro de 1912. Quando adolescente aprendeu a tocar acordeom com o pai Januário, para quem Gonzaga fez a música "Respeita Januário".

Luiz Gonzaga partiu com sua alegria no dia 2 de agosto de 1989, no Recife (PE). Sua música é apreciada e reproduzida por cantores como Dorival Caymmi, Caetano Veloso e Gilberto Gil.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo