O ano de 2020 parece que será promissor para os amantes de séries que desejam ver mais conteúdo nacional na Netflix.

O serviço de streaming anunciou que pretende investir a quantia de R$ 350 milhões em produções originais brasileiras até o próximo ano.

Serão lançadas pela plataforma mais de 30 produções dos mais diferentes gêneros e estilos. Uma destas obras é a série "Onisciente".

Black Mirror tupiniquim

A série brasileira é uma ficção científica que provavelmente irá lembrar a famosa produção, também da Netflix, "Black Mirror".

A história

"Onisciente" foi anunciada pela Netflix no ano passado, junto com outras séries feitas no país que irão estrear neste ano e também em 2021.

Criador

Pedro Aguilera é o criador da série, ele também é a mente criativa por trás de "3%", outra série brasileira da Netflix que envereda pela ficção científica e é a produção brasileira mais bem sucedida na gigante do streaming.

Criatura

A produção é ambientada em um futuro não tão distante, é visto na série uma sociedade distópica em que os cidadãos sofrem uma vigilância constante.

Além da ficção científica, a série também mistura drama e suspense.

Cada membro da sociedade é acompanhado 24 horas por dia por um drone diminuto que registra tudo o que se passa na vida de cada um dos cidadãos e repassa as informações para um supercomputador que ninguém tem acesso.

Nesta distopia quase não existe criminalidade, pois os criminosos sabem que serão presos logo após cometerem algum delito.

Sistema sem falhas

Teoricamente este é um sistema perfeito e infalível, mas a jovem investigadora Nina Peixoto (Carla Salle) descobre um assassinato que não foi registrado no supercomputador.

Em sua investigação a protagonista irá encontrar segredos obscuros do governo e colocará sua vida em risco para revelar a verdade.

Nina

Carla Salle, a atriz de 28 anos que dá vida à jovem investigadora Nina, antes de estrear na Televisão em "Malhação: Conectados" da Rede Globo, ganhava a vida como modelo.

Ela também participou na Globo da minissérie "Os Dias Eram Assim".

Elenco

O elenco conta ainda com: Jonathan Haagensen, Luana Tanaka, que já havia trabalhado em 3%; Guilherme Prates; Sandra Corveloni e Marcelo Airold.

Showrunner

Pedro Aguilera, além de ser o showrunner da produção é o roteirista chefe. A direção ficou nas mãos de Isabel Valianti (Psi) e Julia Jordão (O Negócio).

Quando

Os amantes de ficção científica e séries brasileiras não terão que esperar por muito tempo pela novidade, a produção estreará muito em breve, no dia 29 de janeiro, a próxima quarta-feira.

O anúncio feito ainda no ano de 2019 revelava que a série terá apenas seis episódios em sua primeira temporada.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Televisão
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!