Atualmente existe uma onda de filmes de super-heróis que domina Hollywood, várias produções baseadas nos personagens das histórias em quadrinhos são lançadas todos os anos. Se hoje em dia a Marvel lidera este filão, a sua maior concorrente, a DC, foi quem inaugurou esta era com “Superman – O Filme” de 1978.

O longa-metragem dirigido por Richard Donner foi fiel às HQs do "Homem de Aço", o filme teve aceitação entre todos os tipos de público e ainda teve uma arrecadação estrondosa, para a época, aliado a isto tudo, ainda teve boa receptividade da crítica especializada e também concorreu em prêmios importantes.

Mas o elemento que talvez seja o mais importante nesta equação foi a presença de Christopher Reeve no papel principal, mesmo sendo um ator desconhecido, ele conseguiu entrar para a história como o melhor Superman dos cinemas de todos os tempos.

Reeve era um modelo que não tinha nenhuma relevância como ator, sua figura foi considerada muito magra para se encaixar no papel do musculoso personagem dos quadrinhos. E foi justamente por isso que seu nome não foi um dos primeiros a serem cogitados para viver o personagem.

Entre os astros que foram cogitados para dar vida a Kal-El estavam Al Pacino e Clint Eastwood. Porém, havia um ator que se destacou por sua curiosa história, Sylvester Stallone.

Nasce uma estrela

Depois de uma fase ruim em que chegou até mesmo a uma fracassada tentativa de entrada no mundo pornográfico, Sly, alcançou o sucesso com “Rocky: Um Lutador” (1976), que além das boas bilheterias, destacou-se no Oscar de 1977.

Segundo informações do site Observatório do Cinema, Stallone era o nome mais falado na época, todos queriam o ator. Seu nome então parecia ser ideal para o filme do maior herói da DC, os produtores estavam justamente atrás de um nome estabelecido em Hollywood, e o ator ainda tinha o porte físico ideal para o personagem.

Parecia que todo o universo conspirava para que Sylvester Stallone usasse a capa vermelha e o pega rapaz do Superman.

Por coincidência Stallone era um grande fã do personagem, o ator em uma entrevista à Total Film revelou que era bem empolgado com as aventuras do Superman quando tinha oito anos de idade, chegando até mesmo a costurar uma roupa igual a do herói.

Que comecem os jogos

As negociações entre Stallone e os produtores do filme estavam de vento em popa, com ambos os lados bem otimistas. Em entrevista ao Hollwood Reporter, o diretor de Superman, Richard Donner afirmou que em reunião com Stallone, mesmo o ator não sendo exatamente uma escolha que o agradava, ele ficou feliz com a cordialidade do ator.

As negociações prosseguiram por um tempo, mesmo com a pressão de Donner sobre os produtores para que fosse escolhido um ator desconhecido que não estivesse “marcado”.

Stallone acabou não ficando com o papel, mas não foi por causa de Richard Donner.

Marlon Brando

O filme de Richard Donner é cercado de muitas histórias e boatos, e um destes rumores têm como protagonista Marlon Brando, o ator que deu vida a Jor-El, o pai de Kal-el/Clark Kent/Superman. Diz a lenda que Brando, do alto de sua conhecida arrogância não suportou a ideia de ter outro grande astro no elenco do filme, mesmo que seu personagem só tivesse algo em torno de dez minutos de tempo de tela. Marlon Brando já tinha que dividir as atenções com Gene Hackman, o outro nome de peso que fazia parte do elenco, o ator interpretou o vilão Lex Luthor.

Devido à estima que os produtores tinham por Marlon Brando, e para não correr o risco de o excêntrico ator abandonar a produção, Sylvester Stallone foi descartado do filme. O que acabou fazendo com que o caminho ficasse aberto para Christopher Reeve, e o resto é história.

Não perca a nossa página no Facebook!