Algumas pessoas possuem o hábito de automedicar-se (o que é errado!), e quando seu gato fica doente acaba pensando que não é preciso levá-lo ao médico veterinário, pois se julga capaz de medicar o seu próprio bichinho também. No entanto, existe uma gama de medicamentos para consumo humano e animal, que são vendidos livremente nas farmácias e lojas veterinárias, que podem levar à intoxicação, alergia e até a morte do seu gato.

Sabe por que isso acontece? Devido ao fato dos gatos possuírem um metabolismo bem peculiar, bem diferente dos seres humanos e outros Animais. Seu fígado é diferenciado, os medicamentos demoram mais tempo que o normal para serem metabolizados.

Com isso ele fica circulando no organismo por um período maior de tempo até ser totalmente eliminado. Esse aumento no tempo de circulação pode afetar o fígado e outros órgãos ou sistemas.

Outra diferença dos Gatos é o fato de suas hemácias serem mais suscetíveis à oxidação da hemoglobina, se comparadas às do homem e do cão. Alguns medicamentos podem causar a oxidação em excesso, que é a deficiência no transporte de oxigênio no corpo, e causar a morte rápida devido à hipóxia e morte das hemácias. O gatinho vai ficando com a língua e mucosas roxas e ofegante.

Para evitar erros graves, leia a lista abaixo e conheça alguns desses medicamentos prejudiciais.

1. Paracetamol

Você encontra nas farmácias com o nome comercial de Tylenol, Naldecon, Sonridor, Cimegripe e Vick Pyrena. São usados pelos humanos como analgésico (tirar a dor) e antitérmico (diminuir temperatura do corpo).

Nos gatos ele causa a oxidação da hemoglobina, hemorragia e insuficiência do fígado. Qualquer dose desse medicamento pode levar seu animal a morte. O gato vai começar apresentar sintomas como vômito, língua e mucosa roxa, dificuldade de respirar, salivação em excesso, urina acastanhada, rosto e patas começam e inchar, choque e morte.

2. Ibuprofeno

Você encontra nas farmácias com o nome comercial de Alivium, Advil e Buscofen. São usados pelos humanos como anti-inflamatório, analgésico(tirar a dor), antitérmico (diminuir temperatura do corpo). Nos gatos, ele causa hemorragias no estômago e intestino, IR (insuficiência renal), fígado para de funcionar e alterações no sistema nervoso central. Não existe dose mínima, qualquer dose pode ser fatal. O gato vai começar apresentar sintomas como vômito, diarreia, anorexia, fezes com sangue, fazer muito xixi, começa a beber muita água, ataxia, convulsões, coma e morte.

3. Ácido acetilsalicílico (AAS)

Você encontra nas farmácias com o nome comercial de AAS, Aspirina e, Coristina D.

São usados pelos humanos como anti-inflamatório, analgésico(tirar a dor), antitérmico(diminuir temperatura do corpo). Nos gatos ele causa hemorragias, redução do pH sanguíneo. O gato vai começar apresentar sintomas como febre, respiração mais rápida, vômitos, sangue nas fezes, diarreia, convulsões, coma e morte. A dose mais segura a ser usada é entre 10 e 20 mg/kg a cada dois dias.

4. Benzoato de benzila

Você encontra com o nome comercial de Acarsan (para humanos) e Matacura sabonete (para cães). São usados no tratamento tópico contra ectoparasitos como piolhos, pulgas e sarnas em cães e humanos. Nos gatos, ele causa alterações no sistema nervoso central. Não existe dose mínima, deve ser evitado para gatos pois qualquer dose pode ser fatal, e se for ingerido os sintomas podem ser piores. O gato vai começar apresentar sintomas como vômitos, diarreia, tremores, incoordenação, ataxia, convulsão, coma e morte.

5. Permetrina

Você encontra com o nome comercial de Advantage Max III, Garma IGR, Defendog e Pulvex. São usados no tratamento tópico contra ectoparasitos como pulgas e carrapatos em cães. Nos gatos, ele causa alterações no sistema nervoso central e periférico. Não existe dose mínima, pois esse medicamento é indicado apenas para os cães, caso seja ingerido, os sintomas são mais rápidos e piores. O gato vai começar apresentar sintomas como tremores nos músculos, ataxia, salivação intensa, pupilas aumentadas de tamanho e convulsões.

Com isso, devemos ter em mente que é extremamente perigoso fazer a automedicação de seu gatinho, pois existe uma gama de medicamentos prejudiciais e que somente um médico veterinário vai pode te auxiliar e passar o tratamento correto e específico para gatos. Não tenha dúvidas, procure sempre um médico veterinário para tratar seu animal de estimação. Pequenas economias podem colocar a vida do seu gato em risco, pense nisso.