Quando a gente nasce, o mundo já está pronto. Enquanto crescemos, vamos tomando conhecimento das coisas. A primeira base de informação que temos é a família. Depois, vem a televisão, os amigos do bairro, a escola e os professores.

A gente não costuma perguntar ou questionar certas coisas que pareceram que foram sempre daquele jeito. Quando olhamos para alguns objetos e suas características, estamos tão acostumados que nem pensamos para que servem determinados detalhes.

Porém, se eles existem, é por alguma razão. Obviamente que determinadas coisas têm sentido puramente estético, mas outras têm muita importância, sim, senhor! Confira:

O pompom dos gorros

Ao se recordar dos filmes de piratas e bucaneiros, podemos notar que os marinheiros de antigamente usavam gorros ou toucas.

Esse acréscimo em cima dos gorros servia para amenizar o impacto e proteger os marinheiros nos porões dos navios.

O buraquinho no palito do pirulito

O buraquinho serve para prender o doce no palito. Quando está sendo fabricado e o doce ainda está líquido, ele preenche aquele espaço vazio dando sustentação ao pirulito. Se assim não fosse, corria-se o risco de engolir o doce por inteiro na primeira chupada.

A calça com vincos

Quando as tapeçarias inglesas da Revolução Industrial começaram a produzir calças em grandes quantidades, elas tinham que ser bem acondicionadas para as viagens de navios, dentro dos caixotes. Como ficavam bem prensadas, o vinco era impossível de desfazer, o que acabou virando um padrão, que só foi rompido com as calças jeans da revolução cultural dos anos 1960.

O bolso da calcinha

Para proteger a zona íntima da mulher, o material interno das calcinhas precisa ser muito delicado, preferencialmente de algodão, para evitar infecções.

Os melhores vídeos do dia

Muita gente se pergunta por que tem um bolsinho interno na calcinha. Não é para guardar nada não, mas é para evitar mais costuras em contato com uma zona delicada da mulher.

A borrachinha com dois furos na parte de trás da mochila

É para as pessoas que gostam de fazer trekking ou escaladas. Os dois furinhos servem para levar cordas e outros utensílios úteis nas caminhadas.

O pequeno buraco no iPhone

Quem tem um computador portátil já sabe para que serve o buraquinho. É o microfone embutido para captar o som enquanto se grava alguma cena, o mesmo acontece no iPhone.

O número “57” no ketchup e na mostarda Heinz

Henry John Heinz inspirou-se numa publicidade que vendia 21 sapatos diferentes. Ele fez o mesmo com seus produtos e o número significa quantas variedades de produtos da Heinz existem. Na verdade, a fabricante produz muito mais coisas, mas 57 é o número da sorte de Henry Heinz. Nos vasilhames, o 57 está localizado no lugar que você tem que apertar o tubo para tirar o que resta no fundo do vasilhame.

Estiletes

Você sabia que dá para mudar a lâmina do seu estilete quando ela chega ao fim? Siga as instruções e veja na foto abaixo. Comece tirando a tampa de plástico, usando-a para quebrar a ponta da lâmina. Desse jeito, basta só comprar outra lâmina quando for preciso.

A seta ao lado da bomba de gasolina no visor

Essa é uma dica muito boa para quem pede o carro emprestado de alguém e precisa colocar gasolina. A seta indica de que lado você tem que estacionar para abastecer o carro.

Incrível, não? #iPhone #Calcinha #Curiosidades