4

Juntos já há 1 ano, o casal, Alfred e Mariana, de Sumaré- SP, região de Campinas, decidiram se casar de uma forma inusitada, focados em uma cerimônia simples, porém, bem animada.

A cerimônia e a festa foram realizadas em uma chácara da cidade, para tal acontecimento o casal decidiu quebrar totalmente as regras de um Casamento tradicional, sem aquela história de Limusine, véu e arroz durante a saída. No caso deles, a festa contou com vestimenta temática, músicas atípicas para um casamento, carros clássicos, hipnose de entretenimento, bolhas de sabão na saída e uma dança épica para finalizar.

Tentando colocar um pouco dos dois na festa, todos os padrinhos tiveram que entrar calçando o popular tênis All Star, incluindo a noiva e o noivo.

Os que não conseguiram encontrar tal calçado puderam entrar com algum semelhante, como Vans ou Polo. A noiva trocou o tradicional véu por uma coroa de rosas brancas artificiais, e o noivo optou por entrar com sua tradicional vestimenta, porém, sem o terno por cima do colete.

As entradas antes da cerimônia principal foram tradicionais, a não ser quanto as músicas escolhidas. Começando então com a Bíblia, por escolha pessoal dos noivos, seguida pelos padrinhos, contando com nove casais. As músicas de entrada foram escolhidas minuciosamente pelos noivos, começando com “Love is not a fight", de Warren Barfield” para a entrada da Bíblia, e “Here comes the sun" dos Beatles” para a entrada dos padrinhos. Para o noivo, a música escolhida foi “Tears of the dragon”, do vocalista de Iron Maiden, Bruce Dickinson, e a noiva, já optou por “Somewhere over the rainbow”, de Israel Kamakawiwo'Ole.

Outros itens que destoam dos casamentos comuns, foram os carros que estiveram em destaque. O noivo chegou com seu Fusca verde e preto todo personalizado, e a noiva, quebrando a ideia tradicional de chegar com uma Limusine, chegou com um clássico Opala vermelho. Os dois carros ficaram fazendo parte da decoração durante a cerimônia.

Durante a festa, um hipnólogo (Charles Florentino da Silva), amigo da noiva, marcou presença com sua habilidade de hipnotizar as pessoas para fins de entretenimento, a irmã e o cunhado da noiva foram hipnotizados e ambos tiveram seus nomes trocados e também esquecidos.

Há uma semana antes do casamento, os noivos ensaiaram a “dança” a ser apresentada, porém não seria uma dança comum de casamento como a valsa, seria algo para marcar ainda mais aquele grande dia. Após toda a cerimônia, pouco antes de dar abertura para o jantar, o som foi desligado momentaneamente, os noivos chamaram a atenção dos convidados para os agradecimentos e prepararam o corredor do salão para a tal dança.

Depois de alguns minutos o noivo se posicionou em uma das extremidades do salão, vestindo um sobretudo preto que quase tocava o chão de tão comprido, e a noiva se posicionou na outra extremidade. Assim que o som começou, todos ficaram admirados com a ousadia dos noivos. Ambos fizeram uma épica e emocionante luta de sabres de luz típica dos filmes de “Star Wars”, ao invés de dançarem realmente.

Todos os convidados ficaram agraciados com toda a festa e decoração, e saíram dizendo que tudo ficou a cara dos noivos.

O casal conta que a cerimonia simples e recepção foi feita para mais de 100 pessoas, e teve o gasto médio de 3.500 reais, incluindo aluguel do local, aluguel das vestimentas, contratação da fotógrafa, gastos com os alimentos para o jantar e contratação do churrasqueiro. O casal ainda contou com a ajuda de familiares, padrinhos e amigos que presentearam de várias formas, como a decoração, serviço de cerimonial, locomoção de convidados que tinham dificuldades para chegar ao local, preparo das comidas, bolo, som, entre outras coisas.

“Ao final da festa, todos nos parabenizaram e disseram que ficou a nossa cara! Nós e nossos pais ficamos muito preocupados e ansiosos antes, mas graças a Deus deu tudo certo e foi lendário.” – disse a noiva.

Quanto à Lua de Mel

A lua de mel [VIDEO]dos noivos também quebrou alguns tabus. Ao invés de eles visitarem uma única cidade e passarem toda a lua de mel por lá, os dois resolveram viajar por todo o sul do Brasil gastando pouco menos de 3 mil reais. A viagem, tendo como destino principal a bela cidade de Gramado/RS, contou com algumas paradas em outras cidades. Na ida, os dois passaram um dia em Balneário Camboriú/SC, aproveitando a praia e o passeio de Barco Pirata, uma das atrações da cidade. Em Gramado, ficaram em uma pousada no município de Canela/RS, que é bem próximo. Na volta, passaram uma manhã em Florianópolis/SC, e de lá foram aproveitar a tarde em Joinville/SC, onde passaram a noite. Por fim, já na volta para Campinas, passaram um dia em Curitiba/PR aproveitando a beleza do Jardim Botânico da cidade.