Tudo começa com a história do casal [VIDEO]Thomas Beatie e Nancy Gillepsie. Como era de se esperar, o casal gostaria de ter filhos, mas havia um problema. Nancy tinha problemas de fertilidade e não conseguia engravidar. Nesse tipo de situação, a maioria dos casais prefere adotar uma criança, mas este não era o caso com esses dois. Eles queriam filhos de sangue e, como a mãe não podia gerá-los, então o pai poderia.

A ciência, claramente, teve que ajudar nessa imensamente atípica situação, mas muitos ainda vão questionar se realmente existe a possibilidade. As limitações começam por causa dos órgãos que as mulheres possuem e os homens não, como o útero por exemplo.

Então vem a parte mais chocante da notícia, um fator com o qual muitos não contavam: Thomas possui esses órgãos.

Na verdade, ele nasceu como integrante do sexo feminino [VIDEO], e não masculino. Chegou até mesmo a ganhar concursos de beleza para modelos femininas, mas com o passar do tempo não se sentia confortável em ser mulher e fez várias cirurgias até conseguir o sexo que de fato queria, para assim poder se dedicar totalmente às suas paixões tipicamente masculinas, como artes marciais e até mesmo fisiculturismo.

Apesar de ser oficialmente reconhecido como homem, até em sua documentação, Thomas na verdade decidiu não trocar seu órgão reprodutor. Apesar das cirurgias de mudança de gênero, como nos seios, e do tratamento hormonal, ele decidiu manter a genitália feminina para que no futuro pudesse ter filhos, pois sempre tivera esse sonho, que acabou realizando.

Ao contrário do que muitos podem pensar, Thomas e Nancy hoje se encontram separados, por vários desentendimentos. Muitos pensam que assim, fazendo inseminação artificial e tendo os filhos, os problemas dele teriam acabado e ele realizaria seu tão desejado sonho, mas não aconteceu dessa forma.

Além de mensagens de ódio e até mesmo ameaças pelas suas decisões, partindo dos conservadores do estado americano do Arizona, Thomas também teve problemas com a própria justiça. A corte queria invalidar o segundo casamento dele, pelo motivo de ele não ter revelado sua condição “diferente”, e isso ocasionava o fato de o casamento, aos olhos da lei, ser inválido. O pesadelo só acabou, parcialmente, após ele fazer uma apelação formal e o júri então considerou seu casamento válido.

Mas isso não resolvia as mensagens ofensivas e ameaças que recebia, e nesse caso a polícia, aliada à serviço de inteligência, conseguiu rastrear as mensagens e, fora da máscara do anonimato, as pessoas tendem a ser menos hostis, e foi o que aconteceu.

A história de Thomas é um exemplo para muitas pessoas que não acreditam ser possível tomarem decisões diferentes da maioria. Ele decidiu publicar toda a sua história no Instagram, sem se importar com aqueles que não gostam dele apenas por discordar de suas decisões pessoais, e hoje é casado com Amber Nichols, com quem teve de se casar duas vezes, e juntos eles criam seus três filhos, dois meninos e uma menina.