Se você é mulher, com certeza já ouviu uma das seguintes perguntas:

''Está naqueles dias?''

''Está regrada?''

''Está de chico?''

Inúmeras expressões são utilizadas para designar o período menstrual. Como este tema surpreendentemente ainda é uma espécie de tabu, raramente você perceberá um homem ou até mesmos as próprias mulheres chamando este processo natural pelo nome.

Acontece que, enquanto a expressão ''aqueles dias'' é utilizada apenas para não dizer explicitamente que a mulher está menstruada e o termo ''regra'' vem de um ciclo menstrual [VIDEO]regular (regrado), a expressão ''chico'' tem uma origem nada legal e até bastante ignorante e preconceituosa.

A maioria das pessoas pensa que a expressão ''estar de chico'' está relacionada à alguém chamado Francisco - já que, tradicionalmente, homens chamados Francisco recebem o apelido carinhoso de Chico.

No entanto, nenhum Francisco deu origem a este termo usado para se referir a algo tão essencialmente feminino.

Na verdade, a palavra ''chico'' aqui, tem origem no português falado em Portugal e quer dizer ''porco''. Isso mesmo! Pense na palavra ''chiqueiro''; ela é derivada do sinônimo português de porco.

''Mas o que é que os porcos e os chiqueiros têm a ver com a Menstruação?'', você deve estar se perguntando. Aí é que entra a parte chata. Na época em que esta expressão surgiu, a menstruação era considerada algo sujo e ''porco'', que impedia as relações sexuais.

Para um melhor entendimento do que as pessoas pensavam a respeito deste período, cabe lembrar que, num mundo regido pela Igreja Católica, as mulheres eram vistas quase que exclusivamente como reprodutoras e o impedimento das relações sexuais as tornava impuras e inúteis.

Ainda hoje a menstruação é vista com maus olhos por grande parte da sociedade. Enquanto cada vez mais mulheres estão aceitando os processos naturais de seus corpos e aderindo a maneiras mais orgânicas e naturais de lidar com este período, seja com o uso de absorventes ecológicos ou coletores menstruais, ainda tem gente que faz vista grossa para aquelas que declaram ter relações íntimas durante este período ou utilizar o sangue menstrual para adubar plantas, por exemplo.

Ironicamente, não há nada de impuro no sangue menstrual [VIDEO], como frisa a postagem do coletivo Tecelãs da Lua, que explica a origem preconceituosa da expressão ''estar de chico''. Como o texto sabiamente explica, o sangue menstrual é único gerado sem nenhum ferimento e, no entanto, é o mais indesejado.

Confira abaixo a postagem do coletivo Tecelãs da Lua explicando o verdadeiro significado do período menstrual: