O mofo é silencioso. Nós não somos capazes de vê-lo ou sentir seu cheiro. Entretanto, ele pode estar presente em nossas residências e ser a explicação para nos sentirmos doentes. Embora a medicina convencional não ligue a exposição ao mofo como o principal motivo de uma pessoa se sentir doente, pois é muito difícil diagnosticar uma possível toxicidade causada pelo fungo, já que o problema pode ser facilmente confundido com outras condições, é preciso sempre ficar atento ao problema e procurar eliminá-lo.

O fato é que o mofo é sim um grande inimigo da Saúde, principalmente para crianças, grávidas e idosos, que são os mais sensíveis a ele.

Os esporos que são produzidos pelo mofo podem agravar principalmente as doenças respiratórias, como renite e asma, além de causar infecções graves.

O mofo surge em condições como umidade e calor e são fungos que crescem em filamentos. Eles se reproduzem com facilidade e voam, sendo invisíveis ao olho humano.

Conheça os 15 indícios sobre a "doença do mofo"

A "doença do mofo" faz parte da "síndrome do edifício doente" (SED). Ela consiste em uma resposta inflamatória que é adquirida, quando o ser humano fica exposto ao fungo. Seus principais sintomas são:

1. Confusão mental, falta de memória e foco;

2. Fraqueza, fadiga e possível mal-estar depois de realizar exercícios;

3. Dor nas articulações e no corpo, além de cãibras;

4. Formigamento e dormência;

5. Cefaleia;

6. Visão turva e olhos avermelhados, além de sensibilidade à luz;

7.

Problemas respiratórios;

8. Vertigem;

9. Tremores;

10. Alterações abdominais, náuseas e diarreia;

11. Sabor metálico na boca;

12. Dificuldade para perder peso;

13. Problemas com regulação da temperatura;

14. Excesso de urina;

15. Muita sede.

Como combater o mofo

Para combater o mofo dentro das casas, primeiramente, deve-se ter em mente que ela precisa estar sempre limpa e arejada. É preciso sempre ficar atento a qualquer infiltração de água, pois a umidade é o ambiente perfeito para seu surgimento [VIDEO].

Para a limpeza dos azulejos do banheiro e da cozinha, existe uma misturinha muito eficiente que consiste em diluir 100 ml de água sanitária em 1 litro de água. Depois basta aplicar nos locais onde estão o mofo com a ajuda de uma esponja e deixar que a mistura fique agindo por 5 minutos. Após esse tempo, basta enxaguar.

Para remover o mofo das paredes e do teto, existe uma receita bem natural a base de óleo de melaleuca que funciona muito bem. Basta misturar 5 colheres de café de óleo de melaleuca em 1 litro de água. Com ajuda de um borrifador ou de um pano, aplique nas superfícies contaminadas com mofo.