Meninas, você sabia que o cheiro de sua vagina não é apenas resultado da higiene? Pois bem, segundo a coluna Universa, do UOL, existem muitos outros fatores que você precisa conhecer. É claro, também é possível que se evite, mas nem tudo é só uma questão de se lavar. O Ph da região íntima, o uso de produtos eróticos e até o esperma pode mudar seu cheiro. Então, confira quais são os principais pontos que podem mudar seu odor íntimo.

1) Esperma da relação sem preservativo

Mulheres que não usam preservativo podem sentir um odor mais forte na região íntima. O esperma reduz o Ph da vagina, tornando-a mais ácida e auxiliando na formação de bactérias.

2) Cheiro varia de mulher para mulher

Não existe uma vagina cheirosa que exale perfume. Esqueça! Entretanto, cada mulher tem o seu próprio odor natural, e isto não pode ser um tabu. Se você é uma pessoa saudável e não apresenta algum tipo de corrimento ou algo que possa alterar o cheiro, é tudo normal. Não fique encanada.

Existem outras variantes também que podem afetar no cheiro íntimo de mulher para mulher, como, por exemplo, o tipo e material das calcinhas usadas (algodão, lycra, etc), o uso de calças apertadas e de medicamentos podem alterar o cheiro íntimo. O uso de calcinhas de algodão é recomendado.

3) Lenços umedecidos e sabonetes íntimos; usar ou não?

Dentro os produtos 'cheirosos' para a região, existem até os absorventes que neutralizam o cheiro. O uso pode até ser recomendado, mas desde que seja sem perfume, de algodão e muito fino, que não abafe a vagina.

O uso também pode ser esporádico.

Os sabonetes íntimos são recomendados, mas apenas na região da vulva.

Já os lenços umedecidos são recomendados apenas para situações de emergência e quando as mulheres estão fora de casa;

4) Higiene demais, não!

Não se pode descuidar da higiene da região, mas também lavar em excesso não é bom. Recomenda-se o uso de sabonete íntimo uma ou duas vezes por dia. Lavar demais pode alterar a flora normal da região, o que pode favorecer a proliferação de bactérias que causam o corrimento.

Se a mulher estiver menstruada, aí a regra pode ser mais flexível, já que a falta de higiene também pode ser prejudicial.

5) Produtos eróticos podem causar alteração no cheiro

O uso também pode alterar a flora e favorecer o corrimento. Mas apenas se o uso for frequente. Uso esporádico não é problema.

6) Nada de produtos cheirosos e nem perfume

Por fim, nada de perfume lá, né, meninas? Produtos cheirosos também não são recomendados.

Mais notícias curiosas

Infiel? Descubra quais são os signos que mais traem em uma relação [VIDEO]

Gêmeas raras, uma negra e outra branca, já são adultas e muito diferentes; veja [VIDEO]