25 coisas esquecidas que marcaram as décadas de 80 e 90

Quem viveu nessa época, deve se lembrar com saudades das locadoras de fitas VHS, Walkmans, baleiros giratórios e o aroma do mimeógrafo da escola.

1

Baleiro giratório

Bastante popular nas décadas de 80 e 90, esse modelo de baleiro podia ser facilmente encontrado em mercadinhos de bairro, bares e até em farmácias, e era a alegria das crianças, que adoravam ficar girando o recipiente até encontrarem suas balas preferidas.

2

Canetinhas PlayColor

É óbvio que quem viveu sua infância na década de 80, se lembra dessas famosas canetinhas, que eram utilizadas nas aulas de educação artística e também para enfeitar os próprios cadernos.

3

Pirulito de chupeta

Os doces de antigamente nada tinham de sofisticados, bastava misturar açúcar, corante e conservante, modelar em forma de uma chupeta, espetar no palito e pronto! As vendas estavam garantidas.

4

Jogo Pega Varetas

Diferente do entretenimento atual, os jogos de antigamente não possuíam nenhum tipo de tecnologia, como era o caso do ‘Pega Varetas’, que nada mais era do que um jogo de estratégia e concentração, jogado com palitos de madeira coloridos.

5

Refrigerantes de garrafa

Há quase três décadas atrás não existiam embalagens plásticas descartáveis para refrigerantes e as garrafas utilizadas para comercializá-los, eram retornáveis.

6

Papéis de carta

Naquela época, os papéis de carta eram o xodó e a diversão das adolescentes, que levavam a sério suas coleções e se reuniam frequentemente para fazer trocas com as amigas, da mesma forma acontecia com os garotos que colecionavam figurinhas.

7

Bichinho virtual Tamagotchi

O Tamagotchi virou ‘febre’ entre as crianças na década de 90, já quase no início do ano de 2000. O bichinho virtual disponha de um simples programa de inteligência artificial, e o aparelho tinha uma pequena tela digital com alguns botões de comando, onde o usuário tinha a missão de alimentar, dar banho e por o amiguinho virtual para dormir, entre outras coisas.

8

Sandálias Melissa

As melissas, sem dúvida, foram as sandálias mais vendidas e usadas pelas meninas da época, e era praticamente um item obrigatório no guarda roupas de qualquer garota adolescente que adorava estar na moda.

9

Tênis Kichute

Assim como as Melissas para as meninas, o Kichute era para os garotos, que trocavam sem pensar duas vezes, qualquer calçado de uma marca por um par de Kichutes novos. E para que o calçado ficasse “top” nos pés, a regra era amarrar os cadarços nas canelas.

10

Mini Game portátil

Na década de 90, ter um Mini Game era equivalente a ter nas mãos um celular de última geração com os jogos mais famosos de hoje em dia.

11

Batom de brilho labial sabor morango

Toda garota tinha um desses em seu arsenal de maquiagens. O batom era comercializado em uma embalagem com aparência de um morango, e além do cheiro agradável, também deixava um gostinho doce nos lábios.

12

Goma confeitada Mentex

Bastava os amigos avisarem que ia ter uma ‘balada’ no final de semana, que lá iam os adolescentes da época providenciar sua caixinha de Mentex para não fazer feio, afinal o Mentex na década de 80 era ‘ostentação’.

13

Moedas de chocolate

Muito comercializado na época, os chocolates em formato de moedas eram embalados com papel alumínio dourado e simulavam moedas de ouro, o que era bem divertido, pois as crianças brincavam com as ‘moedas’ antes de devorá-las.

14

Guarda-chuva de chocolate

Com o gosto bem similar ao chocolate ‘Batom’, que é bem mais recente, essa guloseima foi muito consumida pelo público infantil por ser barato, gostoso e fácil de encontrar.

15

Garrafas em miniatura da Coca-Cola

Sucesso absoluto nos anos 80 e 90, as garrafinhas colecionáveis eram distribuídas como parte de uma promoção da empresa, e ao contrário do que se pensava na época, elas não continham o refrigerante dentro delas e sim um composto de água, corante e conservante, que não fazia mal à saúde caso fosse ingerido por alguma criança mais curiosa.

16

Fitas (k7)

A fita k7 ficou famosa em todo o planeta rapidamente, pois permitiu pela primeira vez que as pessoas pudessem gravar suas músicas prediletas em forma de coletânea, e chegavam a comportar até 90 minutos de gravação.

17

Walkmans com fones

Esse aparelho portátil que funciona a base de pilhas alcalinas, trouxe na época, a liberdade aos amantes da música para ouvi-las em qualquer local, e tem a função tanto para reproduzir fitas K7 como também sintonizar estações de rádio ‘FM’ e ‘AM’.

18

Creme dental Kolinos

O creme dental da Kolinos era o campeão de vendas nos anos 80 e começo dos anos 90, por ter um preço mais acessível que os concorrentes e ser uma das primeiras pastas de dentes populares a conter flúor em sua composição.

19

Mimeógrafo

Naquela época, quando sentíamos aquele cheirinho agradável de álcool perfumado na escola, podia se preparar, porque era certo que os professores estavam utilizando o mimeógrafo, um tipo de copiadora (xerox) da época, utilizado para gerar várias cópias de uma ou várias folhas originais.

20

Preparado em pó Ki-Suco

Considerado o suco mais querido da criançada, o Ki-Suco não tinha concorrente a altura naquela época e se tornou o preparo químico em pó mais vendido no Brasil. Com apenas um envelope contendo 35 gramas do preparado, fazia-se até 1 litro de suco.

21

Fichas telefônicas

No tempo em que ainda não existiam os celulares, as fichas telefônicas eram comuns de serem encontradas nas bolsas e carteiras de qualquer pessoa, pois era a única maneira (através de um orelhão público), de telefonar para alguém sem que fosse a cobrar. As fichas funcionavam como um crédito em minutos.

22

Computadores

Os primeiros computadores (desktop) que o público teve acesso na década de 80, além de serem extremamente limitados, não possuíam disponibilidade para impressoras, mouses, caixas de som, câmeras, microfones e muito menos internet, que ainda nem existia na época.

23

Máquinas fotográficas

Bem diferente da atualidade, para se tirar fotos antigamente, eram necessários alguns cuidados, uma vez que os filmes utilizados na época não podiam entrar em contato com a luz, pois estragavam e as fotos eram perdidas. Também era preciso prestar muita atenção no foco, uma vez que era regulado manualmente. Ainda era preciso aguardar alguns dias para ver as fotos, que tinham que ser reveladas em lojas especializadas.

24

Os Celulares

Os primeiros celulares chegaram ao Brasil no ano de 1990, e ficaram popularmente conhecidos como "tijolões", devido ao seu tamanho e peso. Esses aparelhos apenas faziam e recebiam chamadas, além de armazenar em sua agenda os números telefônicos utilizados.

25

Locadoras de fitas VHS

Quem não viveu as décadas de 80 e 90 nem imagina o sucesso que eram as locadores de fitas VHS. Era rotina na maioria das famílias que possuíam um aparelho de videocassete, alugarem filmes e desenhos toda sexta-feira para devolver as fitas somente na segunda-feira. Detalhe: Se as fitas não fossem devidamente rebobinadas, pagava-se multa para locadora.

Clique para ler mais e assistir ao vídeo
Ou então