Infelizmente, é muito comum ouvir por aí histórias de pessoas que vivem relacionamentos conturbados ou até mesmo conviver com quem enfrenta esse tipo de situação.

Normalmente, quem está preso em uma relação [VIDEO] que não é saudável acaba tendo dificuldades para expor seus problemas, às vezes por medo de ser julgado ou até mesmo incompreendido, outras por acreditar que é culpado da situação.

Nesse sentido, algumas dicas sobre como ajudar pessoas que se encontram presas em namoros ou casamentos tóxicos [VIDEO] podem ser de grande valia para fazer a diferença na vida dessas pessoas.

Toque no assunto de forma sutil

Nunca aborde uma pessoa diretamente sobre esse assunto.

"Sabia que você está em um Relacionamento abusivo?", por exemplo, é uma questão que não deve ser mencionada. Sempre que for conversar com alguém que está enfrentando esse tipo de situação, a sutiliza é fundamental. Procure comentar que ela não parece feliz, que você se preocupa com ela e conforme o que ela for deixando transparecer, com calma, vá abordando a questão. Criar um laço de confiança é o primeiro passo para alcançar quem sofre com esse tipo de relacionamento e, assim, poder ajudar de alguma maneira a pessoa a se livrar disso.

Fale menos, ouça mais

Sempre escute o que a pessoa tem para dizer. Lembre-se que ela é a parte afetada e que precisa de ajuda para sair disso. O problema não é sobre você e sim sobre ela. Não é o que você pensa, e sim o que ela tem para relatar, portanto, escute com atenção para poder dar o melhor suporte possível.

Não diga a ela o que fazer

Infelizmente, as pessoas não têm o poder de forçar que alguém termine um relacionamento, mesmo que esse seja abusivo ou até mesmo violento. Diane Lass, norte-americana especialista em tratar Mulher vítimas de violência doméstica, afirmou que uma mulher pode tentar cerca de 7 e 9 vezes até resolver deixar o parceiro de vez.

Reforce que ela não deve se sentir culpada

A maioria das pessoas que se encontram em um relacionamento abusivo acabam acreditando que têm culpa de estarem nessa situação. Isso acaba fazendo com que tenham vergonha de falarem a respeito, por terem medo se serem julgadas. Caso você esteja em contato com alguém assim, reforce sempre que você está ali para o que der e vier, sem julgamentos e que tudo o que ela lhe confidenciar ficará em segredo.

Ajuda profissional é importante

Vítimas de relacionamentos abusivos acabam sofrendo com uma imensa carga psicológica e apesar da amizade e apoio de outras pessoas, é preciso encorajá-las a buscar ajuda profissional, para reforçar a autoestima e auxiliar no processo de desvencilhamento do parceiro que tanto a prejudica.

Chame-a para se distrair

Normalmente quem sofre com um relacionamento abusivo acaba se isolando e isso é nocivo para a saúde mental e para a autoestima da vítima. Se você conhece alguém que está passando por isso, procure chamar essa pessoa para sair, sem a companhia do parceiro abusivo. Isso é importante para que a pessoa se dê conta de que há vida além do namoro ou casamento.

Denuncie

Se você perceber que a situação já é insustentável e que a pessoa presa em um relacionamento abusivo corre algum risco, não pense duas vezes e denuncie, mesmo que a pessoa seja contra. O 180 é um canal disponível para relatar abusos contra as mulheres e deve ser acionado sempre que necessário para proteger a vítima.