5 fatos curiosos sobre o médium Chico Xavier

O líder espiritual mais respeitado do Brasil ficou conhecido por sua particularidade em conseguir se comunicar com pessoas já falecidas.

Anúncio
1

Seleção brasileira pentacampeã

Francisco Cândido Xavier, conhecido como Chico Xavier, previu que iria desencarnar (termo utilizado na fé espírita) em um dia que os brasileiros estivessem muito felizes. O médium morreu no dia 30 de junho de 2002, mesmo dia em que a seleção brasileira de futebol masculino conquistou pela quinta vez o título de campeã do mundo. Chico faleceu aos 92 anos, sendo 71 anos dedicados à atividade mediúnica.

2

Um cachorro chamado Chico

Durante as filmagens do filme Chico Xavier, o diretor Daniel Filho precisava de um cão "vira-lata" para filmar determinada cena, então saiu às ruas à procura de um cão com esse perfil. Um cão vira-lata começou a seguir Daniel insistentemente até que o mesmo acabou descobrindo que o nome do cachorro era Chico. O cão então conseguiu seu papel no filme.

3

As obras de Chico Xavier

Na casa onde o médium morou, em Pedro Leopoldo (MG), estão reunidas todas as 500 obras psicografadas pelo líder espiritual. Chico Xavier doou todos os direitos autorais desses livros e há uma estimativa de que pelo menos 2 mil instituições se beneficiaram com a verba gerada com a comercialização dessas obras. Foram mais de 60 milhões de exemplares vendidos.

Advertisement
Anúncio
4

A glândula pineal

Na década de 40, a glândula pineal era considerada pela ciência uma glândula importante somente na puberdade, mas Chico Xavier, em uma de suas psicografias do espírito André Luiz, revelou que essa glândula era uma fonte de força que comanda o corpo humano pela vida inteira. Alguns anos depois a ciência descobriu que a informação do médium estava correta.

Advertisement
5

A primeira psicografia de Chico Xavier

Paranaso de Além-Túmulo é o nome do primeiro livro psicografado pelo então jovem Chico Xavier, lançado em 1932, cuja autoria é atribuída a poetas brasileiros desencarnados. A obra possui poesias do estilo francês do século XIX.

Clique para ler mais e assistir ao vídeo
Ou então