6 questões ainda sem resposta no assassinato do pastor Anderson do Carmo

O assassinato do pastor Anderson do Carmo completou duas semanas no último domingo (30). (Reprodução/Rede Globo)
O assassinato do pastor Anderson do Carmo completou duas semanas no último domingo (30). (Reprodução/Rede Globo)

Investigação já ouviu dezenas de depoimentos, e a polícia segue tentando desvendar a motivação do crime.

1

Celulares não encontrados

Os celulares do pastor Anderson do Carmo e do suspeito do crime, Flávio dos Santos, ainda não foram localizados pela polícia. Investigações apontam que o celular do pastor foi usado por um de seus filhos após sua morte. A polícia investiga ainda se uma neta de Flordelis teria jogado um aparelho ao mar.

2

Remédios na comida

Durante depoimento à polícia, um dos filhos de Flordelis acusou a mãe e três irmãs de já terem colocado remédios na comida do pastor Anderson do Carmo. Todas as pessoas que moram na casa ou que estavam no local no momento do crime estão sendo investigadas.

3

Fogueira no quintal da residência

A polícia constatou a existência de uma fogueira no quintal da residência de Flordelis e Anderson do Carmo. O material queimado foi recolhido pela Delegacia de Homicídios e levado à perícia a fim de analisar se a ação seria uma tentativa de queima de provas.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo