Foi aprovado pelo governo federal um novo saque do FGTS que pode ser feito agora, para ajudar a diminuir os impactos econômicos causados pela Covid-19.

A aprovação do novo saque do FGTS foi feita através da Medida Provisória (MP) de número 946/2020. A medida em questão garante que os trabalhadores que tenham saldos disponíveis nas contas do FGTS consigam realizar saques emergenciais com o valor máximo de R$ 1.045.

Estes saques estão sendo disponibilizados para estas pessoas e poderão ser feitos a partir do dia 15 de junho até o dia 31 de dezembro deste ano. No entanto, é preciso que seja seguido o calendário que foi divulgado pela Caixa Econômica Federal.

Formas de consultas

De acordo com o que consta na MP, foi definido que existe uma ordem para que os saques sejam feitos para os trabalhos que possuem mais de uma conta do FGTS ativa atualmente.

Os primeiros saques que serão feitos no momento, como foi divulgado pelas autoridades, serão os de contas relativas a contratos de trabalho extintos, começando pela que tiver o menor saldo. Depois, será a vez dos saques das contas ativas, com início também pela que tiver o menor saldo.

No entanto, as pessoas que preferirem não sacar o saldo que está disponível no momento precisam notificar a Caixa a respeito da decisão até o dia 30 de agosto deste ano.

Caso o trabalhador não comunique a respeito da decisão de não sacar o valor disponibilizado na conta, este saldo será depositado de forma automática na conta poupança do trabalhador que não avisar a respeito da decisão.

Para sacar o saldo é preciso entrar no site da Caixa destinado apenas para o FGTS. Após isso, será pedido o número do CPF ou do NIS para o trabalhador, que irá escolher qual documento irá inserir no momento.

Em seguida é preciso confirmar em uma caixa a opção “não sou um robô”. Ao selecionar a opção é preciso escolher entre “cadastrar” e “esqueci senha”, para que seu usuário seja criado no site.

Na página seguinte aparecerão os termos de cadastro que o trabalhador deverá ler e clicar em “aceito” para prosseguir.

Para continuar o cadastro, escreva o seu nome completo, nome da mãe e do pai nos campos destinados para isso. Também será pedida a data de nascimento e o número da sua identidade, sem números ou traços.

Novamente selecione a opção “não sou um robô” para continuar o cadastro.

Em seguida será necessário inserir um e-mail para prosseguir com o cadastro. Para este e-mail será encaminhado uma mensagem com um link que será necessário para que seja feito o cadastro da senha, que deverá contar com no mínimo seis caracteres. Coloque os dados para realizar o seu login no site, e responda a pergunta de segurança em relação aos seus dados.

Para sacar o saldo, clique na aba FGTS e procure pela opção “extrato” onde será mostrado o valor disponível para ser sacado. E por fim confira se há no momento saldo disponível para o saque emergencial.

Siga a página Tendências
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!