Nesta quinta-feira (25), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a defender a troca na presidência na Petrobras. De acordo com o chefe do Executivo, "uma estatal, seja ela qual for, tem que ter uma visão de social, não podemos admitir uma estatal com um presidente que não tenha essa visão".

"Previsibilidade: temos que ter, temos que nos antecipar a problemas e ter visão de futuro, o nosso Governo prima por isso", continuou Bolsonaro, durante evento na subestação Furnas de Foz do Iguaçu, no Paraná.

Silva e Luna irá surpreender no comando da Petrobras, diz Bolsonaro

A decisão tomada por Bolsonaro na última sexta-feira (19) de tirar Roberto Castello Branco da presidência da estatal e indicar para a vaga o general Joaquim Silva e Luna, atual presidente da Itaipu Binacional, provocou reações dos investidores. Entre a sexta e segunda-feira (22), o valor de mercado da Petrobras caiu cerca de R$ 100 bilhões. No entanto, para Bolsonaro, "não é fácil buscar fazer a coisa certa, sempre é mais fácil se acomodar".

O presidente elogiou o trabalho de Silva e Luna à frente da Itaipu e afirmou que a população que depende do produto da petroleira vai se "surpreender positivamente" com a gestão do general no comando da estatal.

Atual presidente da Petrobras responde críticas de Bolsonaro

O presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, respondeu pela primeira vez às críticas de Jair Bolsonaro. Nas palavras de Castello Branco, o trabalho de reajuste de preços ocorre em equipe, de modo que, as decisões nada mais são do que um reflexo do que está ocorrendo no mercado de petróleo e levam em conta os princípios da governança.

As falas de Castello Branco ocorreram durante uma teleconferência realizada para discutir os resultados da estatal em 2020.

Na última quarta-feira (24), os números de 2020 foram divulgados e mostram que a Petrobras obteve lucro líquido de R$ 59,9 bilhões nos últimos 90 dias do ano. Nesse caso, houve um salto de 635% comparado ao mesmo período de 2019.

Isso mostra um resultado que está além do esperado pelos analistas. No entanto, ao analisar o acumulado do ano, a Petrobras conseguiu um resultado de R$ 7,1 bilhões.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Política
Seguir
Siga a página Petrobras
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!