Logo após a divulgação das notas do Enem 2019 na sexta-feira (17), diversos candidatos relataram nas redes sociais um possível erro na correção das provas. Na manhã deste sábado (18), o Ministro da Educação, Abraham Weintraub, confirmou que houve inconsistência no gabarito de algumas provas.

Em um vídeo divulgado no seu Twitter oficial, o ministro afirmou que a equipe do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão responsável pelo exame, identificou falhas na contabilização e correção das provas realizadas em 2019.

No vídeo também aparece o presidente do Inep, Alexandre Lopes, que afirma que o erro atingiu apenas um pequeno grupo de candidatos, cerca de 1%, o representa aproximadamente 39 mil pessoas.

O que sabe-se até então é que ocorreu um erro na identificação dos candidatos, em função das cores da prova - que são todas iguais, mas com cores diferentes e ordem de itens inversa-. O participante fez a prova de uma cor, o sistema corrigiu como se tivesse feito de outra.

De acordo com Alexandre Lopes, o problema foi causado pela gráfica que imprime as provas.

Por conta disso, uma grande busca está sendo realizada “para identificar eventuais outras inconsistências".

O presidente do Inep ainda acrescentou que “quem tiver dúvidas sobre a sua nota do Enem pode procurar o instituto para ter o gabarito corrigido novamente”. Ao fim da matéria tem as instruções de como entrar em contato com o órgão.

Veja abaixo a publicação realizada no Twitter oficial do ministro Abraham:

Como consultar a nota do Enem

Quem ainda não consultou a nota do Enem deve acessar a página do candidato, responder a pergunta realizada pela assistente virtual e, em seguida, inserir os dados solicitados: CPF e senha de cadastro.

Uma página será carregada com todas as notas por prova, inclusive da redação.

Já para quem esqueceu a senha de cadastro deve, na mesma página, digitar o CPF e clicar na opção “Esqueci minha senha” ao fim da tela. Em seguida, serão geradas duas opções para resgatar a senha.

Como falar com o Inep

O participante que suspeitar que sua nota está errada, e tem relação com o problema apresentado, deve pedir uma revisão ao Inep.

Para isso, basta enviar uma mensagem de e-mail para enem2019@inep.gov.br, com nome e CPF.

Os técnicos do Inep irão avaliar todas as solicitações recebidas.

Consequências

Com esse problema, as inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), previstas para 21 de janeiro, podem ser afetadas. Pois são com as notas do Enem que os candidatos podem concorrer as vagas em faculdades públicas federais e estaduais. Entretanto, não há informações oficiais se o cronograma sofrerá alterações.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Educação
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!