Debaixo de um forte calor, o Fluminense se reapresentou na manhã desta quinta-feira (3) no CT Pedro Antônio, na Barra da Tijuca, dando início aos preparativos para a temporada de 2019. Ao chegarem, os jogadores foram submetidos aos tradicionais exames médicos de retorno das férias e, em seguida, foram a campo para um intenso trabalho físico e treinamento com bola. Antes, o elenco conversou com o novo técnico Fernando Diniz e os seus auxiliares, Wagner Bertelli e Marcio Araujo.

Publicidade
Publicidade

Na volta do recesso, o Flu apresentou, além dos já anunciados Matheus Ferraz, Bruno Silva e Matheus Gonçalves, uma novidade. Atendendo a uma recomendação de seu departamento de scout, o Tricolor trouxe Luís Felipe, atacante de 21 anos, formado nas categorias de base do Internacional. Atleta de lado de campo, ele veio em definitivo e assinou um compromisso até o final de dezembro. Outros reforços contratados, o lateral-direito Ezequiel e o meia-atacante colombiano Yony Gonzalez, chegam ao Rio na sexta.

Fluminense se reapresenta com novidades para a temporada de 2019 (Foto: Uol)
Fluminense se reapresenta com novidades para a temporada de 2019 (Foto: Uol)

Existe ainda a possibilidade de, nos próximos dias, o Fluminense trazer um meia, um zagueiro e um centroavante. A estreia oficial do clube das Laranjeiras na temporada acontece no dia 20 de janeiro, fora de casa, diante do Volta Redonda, pela abertura do Campeonato Carioca.

Ex-vice de projetos especiais, Pedro Antônio faz severas críticas a Pedro Abad e acusa mandatário de 'rasgar estatuto'

Em paralelo ao trabalho de campo, seguem os agitados bastidores da política do Fluminense.

Publicidade

Durante entrevista concedida ao portal GloboEsporte.com, Pedro Antônio, ex-vice de projetos especiais, fez severas críticas ao atual presidente do clube. Segundo ele, Pedro Abad está desobedecendo ao Estatuto quando convoca uma Assembleia Geral com o intuito de se propor uma antecipação das eleições previstas para novembro.

"Sou a favor da saída do Abad? Sim. Mas a maneira como ele tem que sair é renunciando. Sou contra rasgar o Estatuto", disse.

Pedro Antônio foi mais além. Para o antigo dirigente, tudo isso se trata de uma manobra para atender ao Tricolor de Coração, grupo que tem, como principais pilares, Mário Bittencourt, Celso Barros e Ricardo Tenório.

"Aparentemente tem um acordo político dele com o famoso triunvirato. Nunca vi tanto sincronismo como esse. Não sei qual é a moeda de troca", encerrou.

A Assembleia Geral Extraordinária do Fluminense está marcada para o dia 26 de janeiro, um sábado, das 9h às 18h (de Brasília).

Publicidade

Sendo aprovada a antecipação, as eleições devem acontecer no início de março, logo após o Carnaval.

Leia tudo e assista ao vídeo