O pai da ginasta Jackelyne da Silva, que faleceu nesta última quarta-feira (16), registrou um boletim de ocorrência e detalhou como foram os últimos dias da filha, antes dela vir a falecer. Marco da Silva, que está abaladíssimo com a perda dela, comentou que a menina sofreu uma queda em casa e foi socorrida por duas vezes.

O boletim de ocorrência foi registrado como "morte suspeita', já que as investigações estão em curso para se entender o real motivo da morte da menina de 17 anos.

Ela teria morrido após sofrer uma parada cardiorrespiratória.

Jackelyne era uma das revelações da ginástica olímpica e era a esperança de muitas medalhas para o Brasil. Sua morte comoveu o esporte brasileiro. Amigos e fãs lamentaram a notícia trágica.

O pai de Jackelyne contou em detalhes como se passaram os últimos dias da vida dela. Segundo Marco, a sua filha sofreu uma queda dentro de casa no dia 12 de janeiro onde acabou lesionando a lombar.

Ela foi levada ao hospital onde foi medicada e liberada em seguida. No entanto, a moça começou a ter fortes dores no peito nos dias 13, 14 e 15 de janeiro. Novamente, ela foi levada ao hospital e chegou até mesmo a fazer uma tomografia da região lombar.

Conforme informações médicas, foi constatado uma lesão na lombar, mas não havia motivos para internação. No documento, o pai relata que a filha voltou para casa ainda com dores no peito e gases abdominais. Ela foi medicada em casa na espera de que melhorasse e não precisasse voltar ao hospital.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos Polícia

Dia de sua morte

No dia 16 de janeiro, dia em que ela acabou falecendo, Jackelyne voltou a reclamar de fortes dores no peito e foi rapidamente socorrida no UPA (Unidade de Pronto-Atendimento) de Itaquera. No local, ela sofreu parada cardiorrespiratória e acabou não resistindo.

Dentro de 30 dias sairá o laudo explicando o motivo de sua morte. Até lá, o caso ficará como uma incógnita, conforme o boletim de ocorrência registrou.

A atleta foi enterrada na sexta-feira (18), no Cemitério de Vila Formosa. Vários amigos e familiares foram ao enterro para as últimas despedidas.

Homenagens de outros atletas

A ginasta Danielle Hypólito, que atua pela seleção brasileira, postou em seu Instagram momentos de surpresa ao saber da notícia da morte de sua companheira de trabalho. Arthur Nory também homenageou Jackelyne postando um vídeo de uma de suas atuações numa prova de solo.

A Federação Paulista de Ginástica divulgou uma nota de pesar sobre o falecimento da atleta.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo