Depois dos jogos disputados nesta quarta-feira (10), pela Copa Libertadores da América, Cruzeiro e Atlético-MG se preparam para o primeiro jogo da grande final do Campeonato Mineiro. O jogo de ida será neste domingo (14), às 16h, no estádio do Mineirão. A partida de volta segue com data, lugar e horário indefinido.

A situação na competição continental dos rivais é bem distinta. Os alvinegros foram até o Paraguai e levaram goleada do Cerro Porteño, por 4 a 1, com falhas individuais de boa parte do sistema defensivo que vai desde Victor, Igor Rabello e um dos nomes mais experientes do atual elenco, Fábio Santos.

Para chegar até a próxima fase, é necessário que vença os dois próximos jogos, tirar uma diferença de gols e torcer para que o Nacional não pontue na última rodada da fase de grupos.

Por outro lado, o Cruzeiro é um dos únicos times, ao lado dos paraguaios Cerro e Libertad, a vencer todas as quatro partidas da fase de grupos disputas até o momento e vem embalado para tentar bater o grande rival em mais uma decisão.

Atlético pressionado

Com remotas chances de avançar para a segunda fase da Libertadores, o Atlético vive um momento conturbado, pois, ainda não encontrou o esquema e nem as peças adequadas para suportar e fazer jogos bons nestas quatro partidas que disputou na fase de grupos.

Em meio a todo esse clima de pressão, o time vai para a decisão do estadual diante de seu maior rival e uma vitória no próximo final de semana pode fazer com que o time vá embalado para mais uma decisão na Libertadores, no próximo final de semana.

Do contrário, um tropeço no final de semana poderá deixar a situação do técnico Levir Culpi insustentável.

O treinador procura passar um clima de tranquilidade e não joga a toalha na competição continental. Ele disse ainda que o time, até este jogo diante do Cerro, vinha atravessando seu melhor momento na temporada, mas o resultado sofrido nesta quarta muda totalmente a imagem da equipe.

“Todo mundo falando bem do time, que está se recuperando. Mas a derrota do jeito que foi, vira todo o jogo”, disse o treinador atleticano.

Questionado sobe se ainda acredita na vaga nas oitavas, Levir foi direto: “Por que não? Tudo pode acontecer”, sentenciou.

Cruzeiro bem tranquilo para a final

Em situação totalmente oposta, o Cruzeiro tranquilizou sua torcida após golear com autoridade o Huracán por 4 a 0.

Jogo que contou com o hat-trick do Fred e confirmou novamente a boa fase do atacante da raposa, além da vaga na próxima fase.

O Cruzeiro por sinal é o único brasileiro invicto nesta Copa Libertadores e sem tomar um único gol, mostrando mais uma vez a regularidade que Mano Menezes obtém neste começo de temporada.

Siga a página Futebol
Seguir
Siga a página Cruzeiro
Seguir
Siga a página Libertadores
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!