Após quase um ano afastado dos jogos por conta de uma lesão no joelho direito e ser submetido a uma intervenção cirúrgica, Pedro retornou ao Fluminense na última quarta-feira, 17, entrando no segundo tempo da vitória de 2 a 0 sobre o Santa Cruz, no Maracanã, no jogo de ida da quarta fase da Copa do Brasil.

Nesta terça-feira, 23, em entrevista concedida ao portal Globo Esporte, o técnico Fernando Diniz falou sobre a situação do camisa 9 e não descartou escalá-lo desde o início do jogo da próxima quinta-feira, 25, às 21h30 (horário de Brasília), quando o Tricolor volta a encarar a agremiação pernambucana.

Publicidade
Publicidade

Dessa vez, na casa do adversário.

"Agora é ver como ele vai estar se sentindo. Sempre há uma expectativa muito alta. Temos de diminuir o grau de ansiedade para ele poder ficar à vontade e ganhar ritmo, porque foi muito tempo de ausência", resumiu o técnico.

O planejamento inicial era que Pedro retornasse apenas no próximo domingo, 28, quando o Fluminense enfrentará o Goiás no Maracanã, na abertura do Campeonato Brasileiro, mas o atacante vinha treinando bem e acabou ficando à disposição no último meio de semana.

Pedro retornou ao Fluminense na quarta-feira, 17, em jogo da Copa do Brasil. (Divulgação/Lucas Merçon/Fluminense FC)
Pedro retornou ao Fluminense na quarta-feira, 17, em jogo da Copa do Brasil. (Divulgação/Lucas Merçon/Fluminense FC)

Para promover a entrada do centroavante no jogo, Diniz terá que sacar uma das três peças do seu sistema ofensivo. Como Everaldo e Luciano jogam mais pelos lados, enquanto Yony Gonzalez atua centralizado, a tendência é de que o colombiano, nesse primeiro momento, vá para o banco de reservas. Contudo, uma possível saída de Everaldo pode fazer o técnico tricolor escalar Yony aberto por uma das pontas, ao lado de Pedro e Luciano.

Dodi faz alerta para evitar surpresa no Arruda

Para se garantir na próxima fase da Copa do Brasil, o Fluminense pode até ser derrotado por um gol de diferença na partida a ser realizada no estádio do Arruda.

Publicidade

O volante Dodi, em entrevista concedida ao portal Lancenet, reconhece que time alcançou um belo placar no Rio, mas ressalta haver a necessidade de o grupo manter o foco no Recife para não ser surpreendido e amargar uma inesperada eliminação.

"Sabemos que não tem nada ganho, ainda mais com o Santa Cruz jogando em seu estádio com o apoio de seu torcedor. Vai ter que ter muito foco e concentração da nossa parte", resumiu Dodi.

Ele explicou que vão entrar em campo para conseguir uma vitória em Recife também.

Isso pode servir para dar confiança e moral à equipe para sonharem com o objetivo na Copa do Brasil.

Com Paulo Henrique Ganso vetado devido a um estiramento muscular, Dodi tem grande possibilidade de começar o jogo desde o início, exercendo a função de terceiro homem de meio-campo. Outras opções do técnico Fernando Diniz seriam as entradas de Daniel Simões, Léo Artur ou Allan. Há também a alternativa de Luciano ser recuado, com Everaldo, Pedro e Yony Gonzalez formando o trio ofensivo.

Publicidade

Leia tudo e assista ao vídeo