De maneira invicta, o Cruzeiro faturou neste sábado (20), o título do Campeonato Mineiro após empatar em 1 a 1 com o Atlético Mineiro, no estádio Independência, em Belo Horizonte. O gol que garantiu à Raposa mais uma conquista foi marcado aos 34 minutos do segundo tempo, com Fred cobrando pênalti, em lance que contou com a participação decisiva do árbitro de vídeo.

O resultado deu o título ao time azul por conta da vitória cruzeirense ocorrida no jogo de ida, domingo passado, no estádio do Mineirão, por 2 a 1, o que lhe deu a vantagem de jogar pelo empate. Dono da melhor campanha, o Galo precisava vencer por apenas um gol de diferença.

Publicidade
Publicidade

O jogo

O árbitro de vídeo, que seria determinante na decisão, começou dando as caras logo aos dois minutos e foi através de sua interferência que Geuvânio, do Atlético, recebeu cartão amarelo após pisada no pé de Dodô.

Já com bola rolando, o Atlético quase abriu o placar aos cinco minutos em uma bola de Ricardo Oliveira que explodiu na trave. A resposta cruzeirense veio na mesma moeda, quando após cruzamento na área, Igor Rabello cabeceou contra o próprio patrimônio e a bola explodiu no travessão de Victor.

Publicidade

O primeiro gol da decisão veio aos 29 minutos, quando o goleiro Fábio deu rebote em chute de Ricardo Oliveira, Elias ganhou a dividida no alto com Dodô, a bola ainda desviou em Léo antes de estufar as redes de Fábio, que, aos 42 minutos, teve que se esticar todo para evitar que o adversário dobrasse a vantagem em chute de Geuvânio. Três minutos depois os jogadores atleticanos reclamaram de um pênalti após cobranças de escanteio, mas o árbitro de vídeo considerou que não houve infração na jogada.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol Cruzeiro

No segundo tempo o Atlético seguia com o título garantido até os 35 minutos quando o árbitro anotou toque de mão de Leonardo Silva dentro da área. O árbitro de vídeo foi novamente consultado e confirmou a penalidade a favor do time celeste. Fred, que teve passagem pelo rival, fez valer a lei do ex e converteu a cobrança que deu ao Cruzeiro o bicampeonato.

Quem jogou

Atlético: Victor; Guga, Igor Rabello, Leonardo Silva e Fábio Santos; Zé Welison (Alerrandro), Elias, Luan (Vinícius), Geuvânio (Maicon) e Chará; Ricardo Oliveira.

T: Rodrigo SantanaCruzeiro: Fábio; Edilson, Léo, Dedé e Dodô; Lucas Romero (Thiago Neves), Henrique, Rodriguinho (Lucas Silva) e Robinho; Marquinhos Gabriel (Pedro Rocha) e Fred. T: Mano Menezes.

O que vem pela frente

Os times não terão muito para descanso após a final do estadual, já que terão compromissos pela Copa Libertadores da América na próxima terça-feira (23),mas em situações bem diferentes.

Publicidade

Já classificado, o Cruzeiro joga na Venezuela contra o Deportivo Lara. Já o Atlético, que está em situação difícil, recebe Nacional do Uruguai buscando se manter vivo na competição. Pelo Brasileiro, o Cruzeiro sai para pegar o Flamengo e o Galo recebe o Avaí.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo