Afastado da partida contra o Coritiba na última terça-feira (16), pela décima rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, o lateral do São bento Régis decidiu se manifestar. Fazendo uso de suas redes sociais, o jogador disse que não abandonou o tratamento contra as drogas, conforme o clube havia informado na última segunda-feira (15) e disse que o mesmo havia informado sobre o ocorrido.

“Desaparecimento? Como? Sempre tive contato com todos eles e entenderam minha situação”, dizia um trecho da postagem feita pelo jogador, que questionou a versão dada pela diretoria de que ele havia abandonado o tratamento, e não comparecido aos treinos.

“Sigo o meu tratamento e consideração ao clube que respeito”, escreveu o lateral. “Qualquer dúvida, estou à disposição para esclarecer os fatos”, encerrou.

A polêmica

Na última segunda-feira (15), o clube de Sorocaba emitiu um comunicado informando que o jogador estava fora da lista de relacionados para a partida do dia seguinte contra o Coritiba, na capital paranaense. O clube infirmou que o atleta havia abandonado o tratamento que vinha realizando, além de não ter comparecido aos treinos de domingo e daquele dia, prometendo ainda tomar as medidas cabíveis.

No entanto, até o momento, não foi divulgado o desfecho da reunião entre as partes.

Depois de fazer um bom Campeonato Paulista no ano passado, Régis se transferiu para o São Paulo, onde chegou a ser titular, mas acabou afastado e posteriormente dispensado em outubro. Dias depois acabou detido após uma confusão no Distrito Federal. Contratado pelo CSA, o lateral se envolveu novamente em confusão, agora em Maceió, e também teve seu contrato rescindido.

De volta ao São Paulo, foi pela terceira vez, detido em Sorocaba e após esse episódio, concordou em realizar tratamento para desintoxicação, conciliando com treinos e jogos pelo clube.

Mais problemas para Doriva

Caso não haja uma reviravolta no caso nos próximos dias e o jogador seja reintegrado ao elenco, além de Régis o técnico Doriva terá ainda outros três desfalques para o jogo contra o Operário, na próxima terça-feira (23), no estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba.

Por terem recebido o terceiro cartão amarelo no jogo conta o Coritiba, o zagueiro Wesley, o volante Vinícius Kiss e o atacante Minho ficarão fora da partida.

Para repor a ausência desses jogadores o treinador beneditino terá que quebrar a cabeça. Na zaga as opções para o lugar de Wesley são Alisson e Luizão, além de Elton, que foi liberado pelo departamento médico e pode aparecer no time titular. No meio, Fábio Baia e Paulinho são as opções para a vaga de Vinícius Kiss.

Siga as suas paixões.
Fique atualizado.

Para o ataque, Paulinho Boia, que já entrou em seu lugar no jogo contra o Coxa, deve ser o escolhido para a vaga de Minho.

Não perca a nossa página no Facebook!