Afastado da partida contra o Coritiba na última terça-feira (16), pela décima rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, o lateral do São bento Régis decidiu se manifestar. Fazendo uso de suas redes sociais, o jogador disse que não abandonou o tratamento contra as drogas, conforme o clube havia informado na última segunda-feira (15) e disse que o mesmo havia informado sobre o ocorrido.

“Desaparecimento?

Como? Sempre tive contato com todos eles e entenderam minha situação”, dizia um trecho da postagem feita pelo jogador, que questionou a versão dada pela diretoria de que ele havia abandonado o tratamento, e não comparecido aos treinos. “Sigo o meu tratamento e consideração ao clube que respeito”, escreveu o lateral. “Qualquer dúvida, estou à disposição para esclarecer os fatos”, encerrou.

A polêmica

Na última segunda-feira (15), o clube de Sorocaba emitiu um comunicado informando que o jogador estava fora da lista de relacionados para a partida do dia seguinte contra o Coritiba, na capital paranaense.

O clube infirmou que o atleta havia abandonado o tratamento que vinha realizando, além de não ter comparecido aos treinos de domingo e daquele dia, prometendo ainda tomar as medidas cabíveis. No entanto, até o momento, não foi divulgado o desfecho da reunião entre as partes.

Depois de fazer um bom Campeonato Paulista no ano passado, Régis se transferiu para o São Paulo, onde chegou a ser titular, mas acabou afastado e posteriormente dispensado em outubro.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol PaixãoPorFutebol

Dias depois acabou detido após uma confusão no Distrito Federal. Contratado pelo CSA, o lateral se envolveu novamente em confusão, agora em Maceió, e também teve seu contrato rescindido. De volta ao São Paulo, foi pela terceira vez, detido em Sorocaba e após esse episódio, concordou em realizar tratamento para desintoxicação, conciliando com treinos e jogos pelo clube.

Mais problemas para Doriva

Caso não haja uma reviravolta no caso nos próximos dias e o jogador seja reintegrado ao elenco, além de Régis o técnico Doriva terá ainda outros três desfalques para o jogo contra o Operário, na próxima terça-feira (23), no estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba.

Por terem recebido o terceiro cartão amarelo no jogo conta o Coritiba, o zagueiro Wesley, o volante Vinícius Kiss e o atacante Minho ficarão fora da partida.

Para repor a ausência desses jogadores o treinador beneditino terá que quebrar a cabeça. Na zaga as opções para o lugar de Wesley são Alisson e Luizão, além de Elton, que foi liberado pelo departamento médico e pode aparecer no time titular.

No meio, Fábio Baia e Paulinho são as opções para a vaga de Vinícius Kiss. Para o ataque, Paulinho Boia, que já entrou em seu lugar no jogo contra o Coxa, deve ser o escolhido para a vaga de Minho.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo