Na tarde desta sexta-feira, após o treinamento realizado no CT Pedro Antônio, na Barra da Tijuca, o presidente do Fluminense, Mário Bittencourt, concedeu entrevista coletiva e falou sobre diversos assuntos. O que chamou mais atenção foi em relação a contratações. Segundo o mandatário, existem conversas bastante adiantadas e, até o final de semana, novos anúncios deverão acontecer.

"Possivelmente estamos caminhando para ter dois atletas. Talvez a gente possa ter novidade. Ideia é fechar com duas contratações.

Celso (Barros, vice-presidente geral) e Paulo (Angioni, diretor-executivo de Futebol) vão explicar isso mais tarde. Podemos concluir no final de semana", disse.

Depois do goleiro Muriel, do meia Nenê e do atacante Wellington Silva, um zagueiro e um lateral-esquerdo seriam as outras posições a serem buscadas pelo Fluminense. Especificamente para a última função, há alguns dias, o nome de Júnior Tavares. jogador do São Paulo, surgiu como grande possibilidade, mas, de acordo com o próprio Mário Bittencourt, a negociação não irá ser sacramentada.

"Com Junior Tavares, conversamos, mas não avançamos. Vida que segue", explicou.

Outro ponto abordado ficou por conta do patrocinador master. Questionado, Mário Bittencourt lembrou o fato de estar há apenas dois meses à frente da presidência do Fluminense e que, mesmo antes de assumir, vem tendo conversas com várias empresas e, enquanto isso, segue buscando alternativas.

"O uniforme não é apenas o patrocinador master.

Tem diversas propriedades. Os valores não são o que a gente acha condizente ao Fluminense. Dia 11 vamos completar 2 meses. Herdamos um patrocínio nas costas, conseguimos um de omoplata e estamos praticamente fechados com uma marca para barra/costas até 2020 e a manga da camisa. Nos próximos dias, podemos anunciar", explicou.

Presidente assegura manutenção de Diniz

Além das negociações e patrocínios, Mário Bittencourt esclareceu como está a situação de Fernando Diniz.

Segundo o presidente, o treinador vem tendo o seu trabalho avaliado diariamente e, por enquanto, não existe pensamento de demissão.

"Estamos fazendo avaliação desde que a gente chegou. Ele tem só um titular do começo do Carioca no time atual. O time está nas quartas de final da Sul-Americana. Estamos mal no Brasileiro, no Z-4, mas, quem olha aqui de dentr,o vê que o trabalho é realizado de forma correta. Está mais sólido do que nunca", garantiu.

Para encerrar, um antigo sonho. Perguntado sobre a possibilidade de recontratar o centroavante Fred, atualmente no Cruzeiro, Mário lembrou do convívio que teve com o atacante durante a sua passagem pelo Fluminense (entre 2009 e 2016) e que, dentro da ética profissional, realmente trazê-lo de volta às Laranjeiras.

"Fui o responsável pela renovação do contrato em 2015. Infelizmente, ele saiu daqui de maneira ruim. A instituição não foi inteligente com o ídolo. Respeito o contrato dele com o Cruzeiro. Se for possível dele voltar em janeiro, e não farei pelas costas, faremos de tudo para repatria-lo. Mas terá de ser dentro das nossas condições. Estamos sendo criativos", encerrou.

Enquanto isso, dentro das quatro linhas, o Fluminense encerrou a sua preparação para o compromisso de sábado, às 19 horas (de Brasília), no Maracanã, diante do Internacional-RS, válido pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com apenas nove pontos, o Tricolor das Laranjeiras abre a zona de rebaixamento da competição, ocupando o 17º lugar.

Siga a página Futebol
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!