Neste sábado (31), o São Paulo Futebol Clube enfrentou o Grêmio, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro, em duelo marcado às 11 horas (de Brasília) no Estádio do Morumbi. Contando com o apoio maciço de sua torcida, que compareceu com mais de 46.997 pagantes, o Tricolor paulista empatou por 0 a 0 com os gaúchos e assumiu a terceira colocação, contabilizando 31 pontos na tabela de classificação.

Os donos da casa vieram para o campo no esquema 4-4-2, seu comandante, o técnico Cuca, escalou entre os titulares: Thiago Volpi, Juanfran, Arboleda, Anderson Martins, Reinaldo, Tchê Tchê, Liziero, Daniel Alves, Antony, Everton e Vitor Bueno.

Já o time treinado por Renato Gaúcho, veio armado no 4-3-3, dentre os 11 iniciais estiveram: Júlio César, Rafael Galhardo, Paulo Miranda, David Braz, Juninho Capixaba, Michel, Thaciano, Luan, Luciano, Everton e Diego Tardelli.

Jogo

Durante o primeiro tempo, o volante Tchê Tchê do São Paulo, se apresentou com qualidade no ataque, logo aos sete minutos ele finalizou para o gol, a zaga tirou, no rebote Antony perdeu um gol, de maneira incrível, chutando para fora. Daniel Alves principal astro da equipe são-paulina, demonstrou sua imensa categoria ao aplicar um chapéu na medida em Michel, pouco tempo depois, no meio-campo.

O Imortal não havia investido contra a meta de Thiago Volpi, até os 25’, entretanto quando chegou quase balançou as redes, o arqueiro fez uma ótima defesa, após boa trama entre Luan e Capixaba, que bateu forte no canto. Aos 40’, Tchê Tchê buscou fazer um golaço tentando acertar o ângulo, a bola passou com muito perigo.

Quase no fim da primeira etapa, Arboleda retomou a posse de bola para o Tricolor e serviu Tchê Tchê, que reapareceu em mais chute de longe, ele observou o posicionamento adiantado do goleiro gremista e buscou encobri-lo, Júlio César espalmou para fora.

No segundo tempo, o Grêmio melhorou sua transição, acertou maior quantidade de passes, reteve o ímpeto do seu adversário e conseguiu incomodar Volpi, a ponto de chegar bem perto de abrir o placar, o goleiro fez ótima intervenção, utilizando as pontas dos dedos para afastar a bola batida por Thaciano, aos 10’, e colocá-la para escanteio. Na batida do tiro de canto, a zaga afastou e o rebote se apresentou para o lateral Galhardo, que chutou forte, ela passou por cima da meta.

A disputa intensa no meio-campo se manteve, o São Paulo não chegava ao ataque para poder finalizar, aos 20’, uma possibilidade de arremate ocorreu, mas Vitor Bueno não aproveitou o cruzamento de Antony. Dentro da grande área o jogador, hesitou em bater de primeira e a marcação fechou evitando a sequência do lance, a torcida não gostou nada da tomada de decisão do atacante.

Em dois minutos, os comandados de Cuca, fizeram o que não haviam feito depois do intervalo, chutaram ao gol, não uma, mas duas vezes, e com muito risco à meta de Júlio César. Igor Gomes que substituiu Liziero, foi o autor da primeira tentativa, defendida, aos 37’; aos 38’, Antony partiu para cima driblando e exigiu esforço do arqueiro, quando quis acertar o canto, o número 22 espalmou.

Ainda houve tempo para que Antony fosse expulso, ele tomou o segundo cartão amarelo, após acertar Juninho Capixaba, aos 41’, depois do ocorrido, as chances de vitória não aconteceram para nenhum dos clubes até o apito final do árbitro do Rio Grande do Norte, Caio Max Augusto, 0 a 0 foi resultado do marcador. Os três pontos não vieram para o Clube da Fé, mas em termos de renda ele faturou R$2.948.464,00 com o público em seu estádio.

Para a sequência da temporada, os paulistas encaram o Inter, no Beira-Rio, sábado (7), às 19h (Brasília), pelo Brasileirão. Já o Grêmio tem o duelo de volta, pela semifinal da Copa do Brasil, contra o Atlético Paranaense, na quarta-feira (4), às 19h, no Estádio Joaquim Américo Guimarães, a Arena da Baixada.

O Imortal venceu o primeiro encontro por 2 a 0, em seus domínios.

Parada para hidratação

Com um clima atípico para esta época do ano, principalmente pelo horário mais cedo em que o jogo começou, os 30°graus surpreenderam os presentes no Morumbi, e dosaram também a intensidade do espetáculo. Foram duas pausas para reidratação dos atletas, uma em cada tempo.

Siga a página Grêmio
Seguir
Siga a página Brasileirão
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!