Claudio Marchisio está na mira da diretoria do Flamengo. Ao menos é o que informou o jornalista Nicolò Schira, da Gazzetta dello Sport. O jornal italiano apontou que o Rubro-Negro tenta fazer negócio com o volante, ídolo na Juventus, para suprir a saída do volante Cuéllar, negociado com Al-Hilal, dos Emirados Árabes.

A contratação de Marchisio é considerada complicada, mas o fato de o jogador estar sem clube pode facilitar a vinda do atleta para a Gávea. A notícia foi dada via Twitter, e a torcida do Flamengo logo se animou com a ideia de trazer o jogador italiano para atuar com a camisa Rubro-Negra.

Conversas em andamento

O jornalista não só apontou que o Flamengo tem interesse no jogador, como também já deu início às conversas para trazer o meio-campista. Heptacampeão italiano pela Juventus, o último clube de Marchisio havia sido o Zenit, da Rússia. No entanto, o jogador não renovou seu vínculo, e atualmente está sem clube.

O grande empecilho, no entanto, está no fato de o jogador não ter contrato com uma equipe.

Na mesma moeda de que o fato de ele ser um Free Agent (jogador livre, na tradução literal), pesa o fator de que qualquer equipe europeia pode fazer uma proposta pelo jogador após o fechamento da janela europeia, que se encerra nesta segunda-feira (2).

Times italianos já ligam o radar para contar com o jogador. No seu país de origem, onde é ídolo da Juventus, Marchisio acumula respeito, inclusive, de outras equipes do cenário nacional, uma vez que defendeu a seleção italiana por mais de 10 anos, tendo, inclusive, disputado duas Copas do Mundo, em 2010 e 2014.

Como joga Marchisio

Marchisio poderia fazer facilmente a função desempenhada por Cuéllar. Apesar de não ser tão incisivo na marcação como o colombiano, Marchisio é um jogador de ótimo passe, visão de jogo e liderança. Com 1,80 m e 73 kg, o jogador seria uma importante peça para a bola aérea defensiva e ofensiva, uma vez que é um ótimo jogador para servir como elemento surpresa.

Jorge Jesus foi o pivô da indicação do volante, e, em conversas particulares, afirmou que gostaria de contar com o volante no elenco Rubro-Negro.

A negociação, no entanto, emperra pelo alto salário do atleta, bem como a vontade do mesmo em permanecer na Europa.

Assim como Balotelli, o jogador deve ouvir propostas de times menores do seu país de origem, o que pode dificultar a investida do Flamengo no jogador italiano, que, na última temporada, participou de apenas 15 jogos, marcando 2 gols e não agradando muito a diretoria do Zenit, que decidiu não estender seu vínculo.

O jogador viria para suprir a saída do volante Cuéllar e fazer uma dupla de volante ao lado de Gérson ou ainda de William Arão, que tem se destacado nas últimas partidas em que esteve presente.

Siga a página Flamengo
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!