Nesta quarta-feira (15), o Portland Trail Blazers conquistou um importante resultado atuando no Toyota Center, ao derrotar o Houston Rockets, por 117 a 107, pela Liga Norte-Americana de Basquete (NBA). Mesmo com o desfecho da partida favorável a equipe do Estado do Oregon, ela não figura entre os oito primeiros colocados da Conferência Oeste, entretanto, se aproximou da zona de classificação para os playoffs.

Depois de duas vitórias seguidas, os Blazers agora ocupam a décima posição, com uma campanha de 18 triunfos e 24 reveses, antes de superar os Rockets, haviam se dado bem contra o Charlotte Hornets, no ginásio Moda Center.

A distância para o Memphis Grizzlies, oitavo na tabela, é de apenas um êxito a menos, que o time do novato, revelação do torneio, Ja Morant.

Já o Houston, em quinto lugar, e favorito antes da disputa começar, sofreu seu segundo insucesso consecutivo, o Memphis tinha levado a melhor sobre os comandados do técnico Mike D’Antoni, na terça-feira (14), na arena FedExForum. Na ocasião James Harden, astro da agremiação texana, anotou 41 pontos, mas mesmo assim, perderam o jogo.

Desta vez, encarando o Portland, o rendimento ofensivo do Barba, esteve bem longe do que o camisa 13 costuma demonstrar, ele fez só 13 pontos durante os 36 minutos que esteve em quadra.

Muito em função da ótima marcação do adversário, liderado por Hassan Whiteside, no garrafão; o pivô de 2,13m de altura registrou um duplo-duplo, com 18 pontos e 18 rebotes.

Hassan, inclusive, aplicou um toco para frear uma das investidas de Harden, no segundo quarto. O trio talentoso formado por Carmelo Anthony, CJ McCollum e Damian Lillard, totalizou 67 pontos, e contou com as contribuições de Kent Bazemore e Anfernee Simons para se sobrepor aos mandantes no final do espetáculo.

Do lado rival o destaque foi Russell Westbrook, o armador de 31 anos, trazido para integrar o plantel do Houston Rockets, nesta temporada (2019-2020), e liderar a equipe na criação das jogadas, assumiu seu papel de protagonista e como costumeiramente em muitas oportunidades na sua carreira, fez um triplo-duplo, com 31 pontos, 12 assistências e 11 rebotes.

Além dos números atingidos pelo atleta, outro fator positivo no seu desempenho foi a velocidade empregada nas transições da defesa ao ataque, e a consciência de passar a bola para o companheiro que estivesse em melhor condições de arremessar.

Quem aproveitou a visão e as chances proporcionadas por Westbrook, em diversos momentos, foi o suíço Clint Capela, que finalizou algumas pontes aéreas.

O sexto homem da equipe, Eric Gordon, vindo do banco de reservas, fez 20 pontos; outro que chamou a atenção foi Ben McLemore, que acertou cinco chutes do perímetro. Porém a vantagem favorável ao término do duelo ficou com o Portland Trail Blazers, do treinador Terry Stotts.

Siga as suas paixões.
Fique atualizado.

Escalações

  • Blazers- Damian Lillard, CJ McCollum, Kent Bazemore, Carmelo Anthony e Hassan Whiteside.
  • Rockets- Russell Westbrook, James Harden, Ben McLemore, P.J Tucker e Clint Capela.

Destaques individuais

  • Blazers- Damian Lillard, 25 pontos, 7 assistências e 7 rebotes; CJ McCollum, 24 pontos, 6 assistências e 1 rebote; Hassan Whiteside, 18 pontos, nenhuma assistência e 18 rebotes (duplo-duplo).
  • Rockets- Russell Westbrook, 31 pontos, 12 assistências e 11 rebotes (triplo-duplo); Eric Gordon, 20 pontos, 1 assistência e 2 rebotes; Ben McLemore, 17 pontos, nenhuma assistência e 2 rebotes.

Próximos compromissos

  • Dallas Mavericks e Portland Trail Blazers, no America Airlines Center, sexta-feira (17), às 23h30 (horário de Brasília).
  • Houston Rockets e Los Angeles Lakers, no Toyota Center, sábado (18), às 22h30 (horário de Brasília).
Não perca a nossa página no Facebook!