Fora do jogo deste sábado (29), contra a Cabofriense por conta de uma contusão, o atacante do Flamengo Bruno Henrique se envolveu em uma confusão extracampo. O jogador foi parado em uma blitz na madrugada, se recusou a fazer o teste do bafômetro e apresentou uma carteira nacional de habilitação (CNH), que não costa no sistema. Ele prestou depoimento e foi multado.

De acordo com informações das autoridades, o jogador foi parado em uma blitz da Lei Seca de madrugada na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Ele não quis se submeter ao teste do bafômetro e ao mostrar os documentos apresentou uma CNH de São Paulo que não consta no sistema do Detran do Rio de Janeiro.

O documento foi apreendido e encaminhado ao instituto de criminalística onde será feita uma análise para saber se houve algum erro no banco de dados do órgão ou se o atleta portava um documento falsificado. No segundo caso, a lei prevê pena de até seis anos de detenção.

Bruno Henrique foi multado e liberado

Apesar de não saber se o documento era verdadeiro ou falso, o jogador recebeu multa por dirigir sem habilitação e também por ter se negado ao faze o teste do bafômetro.

Seu veículo só foi librado após outra pessoa habilitada comparecer para retirá-lo.

Com lesão no joelho, Bruno Henrique compareceu normalmente na manhã deste sábado no Ninho do Urubu para seguir com seu tratamento. O vice-presidente do Flamengo, Márcio Braz, disse que o clube só se pronunciaria de forma oficial após a partida contra a Cabofriense, que maca a estreia do time na Taça Rio, segundo tuno do Campeonato Carioca.

Bruno Henrique fora da estreia

Além de terem ficado fora da final da Taça Guanabara, do jogo de volta da Recopa Sul-Americana e da estreia na Taça Rio, Bruno Henrique e Rodrigo Caio também perderão a estreia do Flamengo na fase de grupos da Copa Libertadores da América, na próxima quarta-feira (4), diante do Junior Barranquilla, na Colômbia.

Bruno Henrique machucou o joelho no jogo de ida da Recopa Sul-Americana, contra o Independiente del Valle, no Equador, há dez dias.

Neste mesmo jogo, o zagueiro Rodrigo Caio uma lesão na coxa esquerda e desde então também está fora de combate.

Rafinha também pode ficar fora

Outro que também corre o risco de ficar de fora da estreia no torneio continental é o lateral-direito Rafinha. Na última quarta-feira (26), no jogo de volta contra o Independiente, ele sentiu dores e está realizando fisioterapia. Ele ainda passará por uma nova avaliação para saber se viajará para a Colômbia com a delegação no domingo à tarde.

Na chave do Flamengo, além do time colombiano, também estão o Barcelona do Equador e o próprio Independiente del Valle.

Siga a página Futebol
Seguir
Siga a página Flamengo
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!