O atacante Sassá, do Coritiba, teve uma péssima noite na última quarta-feira (12), depois da partida contra o Manaus FC. O camisa 99 perdeu o pênalti, e o Coxa foi eliminado já na primeira fase da Copa do Brasil, na Arena Amazônia.

Mas esse não foi o ponto alto da noite, mas sim o que veio a seguir. O goleiro reserva do Manaus decidiu provocar Sassá e deu uma "sarrada" assim que o árbitro apitou o fim do jogo. Mesmo com a tentativa de Wilson de segurar o atacante, ele conseguiu se desviar e foi para cima do goleiro do Gavião do Norte.

Sassá apenas não conseguiu agredir o atleta porque foi segurado pelo diretor de competições de base do Amazonas, Thiago Durante. Mas, mesmo com o atacante não conseguindo concluir a agressão, os ânimos logo se exaltaram e os jogadores do Coxa e do Gavião do Norte começaram a discutir, mas alguns atletas de ambos os lados se mantiveram calmos e apaziguaram a situação.

Sassá foi perseguido

O atacante foi um dos atletas que mais foi importunado durante a estadia do Coritiba em Manaus, tanto que no último treino antes do jogo contra o clube do Amazonas um torcedor rival aproveitou que os portões estavam abertos e provocou Sassá.

O atleta ficou visivelmente incomodado e irritado ao perceber que o torcedor estava zombando dele. No fim das contas, o Coritiba foi eliminado pelo Manaus por 1 a 0. Quem fez o único gol da partida foi Rossine.

O Manaus vai enfrentar agora o Brasil de Pelotas-RS. Depois que toda confusão foi apaziguada, o Gavião do Norte postou nas redes sociais o time todo fazendo a "sarrada no ar" que foi o que começou a confusão.

Goleiro Jonathan brilhou

O Manaus FC é um clube jovem, com apenas sete anos, e conquistou uma classificação histórica na Arena Amazônia. Isso porque, o clube está na Série C e disputou com o Coritiba, da Série A, jogando de igual para igual e vencendo a partida por 1 a 0.

O goleiro Jonathan foi a estrela da noite, pois o Coritiba precisava de um empate para ficar na frente na tabela, mas Sassá perdeu o pênalti que foi defendido por Jonathan.

Agora, o Coxa foi eliminado já na primeira fase da Copa do Brasil e o Gavião do Norte segue para a segunda rodada, contra o Brasil de Pelotas-RS. Na segunda fase não haverá mais a vantagem do empate, quem ganhar fica, quem perder está fora.

A CBF ainda não definiu uma data para o jogo acontecer, mas ele será no Rio Grande do Sul.

Árbitro registrou na súmula

Diogo Pombo Lopez, árbitro do jogo, relatou tudo o que aconteceu na súmula, ele disse que após o fim da partida, o jogador Luiz Ricardo Alvez, conhecido como Sassá, camisa 99 do Coritiba FC, começou um tumulto ao tentar agredir o goleiro reserva do Manaus FC, e que ele foi contido por companheiros de clube.

Siga a página Futebol
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!