Com escassos recursos financeiros, o Fluminense segue observando revelações de clubes pequenos para encorpar o seu grupo, visando o restante da temporada. Depois de Chay, atacante da Portuguesa-RJ, o Tricolor das Laranjeiras também tem interesse em Luan Dias, de 22 anos, meia-atacante e um dos destaques do Água Santa-SP no Campeonato Paulista.

O interesse da equipe das Laranjeiras na vinda de Luan foi dado, em primeira mão, pelo jornalista Paulo Brito, através de vídeo publicado no canal do Net Flu no Youtube.

O Internacional-RS, o Santos, o São Paulo e o Corinthians são outros clubes dispostos a investir na contratação do atleta.

O grande sonho verde, branco e grená continua sendo a volta de Fred. O centroavante tem tudo acertado para firmar um contrato de dois anos, mas só será oficialmente anunciado pelo Fluminense após conseguir a sua liberação do Cruzeiro, o que deve acontecer no início de março.

Sob a batuta de Nenê, Flu avança na Copa do Brasil

Parecia o roteiro de mais uma tragédia nesse início de temporada do Fluminense.

Com gols de Wallace logo no primeiro minuto, aproveitando escanteio do lado esquerdo, e de George, aos 11, escorando cruzamento de Doda, também vindo do lado canhoto, o Moto Clube abriu 2 a 0. Para sorte dos tricolores, Nenê estava inspirado e comandou a virada de 4 a 2, resultado da partida da noite de quarta, no Castelão, em São Luís, válida pela primeira fase da Copa do Brasil.

Com o resultado, a equipe das Laranjeiras se classificou para a segunda fase da competição e, na próxima quarta-feira, às 19h15 (de Brasília), no Maracanã, enfrenta o Botafogo-PB.

Não existe vantagem para qualquer um dos times. Sendo assim, caso ocorra um empate ao final dos noventa minutos, haverá disputa de pênaltis.

Cinco minutos após o segundo gol do Moto, iniciou o show de Nenê. Depois de ser derrubado dentro da área, o camisa 77 bateu o pênalti com enorme categoria, diminuindo, naquela ocasião, o prejuízo. O Flu poderia ter empatado antes do intervalo, mas desperdiçou várias oportunidades.

Enquanto isso, o time da casa buscava, a todo o momento, gastar o tempo e, raramente, ameaçava a meta defendida por Muriel.

Já com Paulo Henrique Ganso em campo (substituiu Yuri ainda no primeiro tempo), o Fluminense igualou o confronto no início da segunda etapa. Aos três minutos, o camisa 10 foi derrubado na meia-lua. Com uma precisão cirúrgica, Nenê encobriu a barreira e colocou a bola no canto direito de Saulo, que apenas observou.

Os 2 a 2 bastavam para a classificação, mas o Fluminense, aproveitando-se do fato de o Moto Clube se lançar todo ao ataque, marcou mais duas vezes. Aos 26 minutos, em falta lateral, o iluminado Nenê lançou na área.

Nino, em posição duvidosa, redimiu-se da falha no primeiro gol do Moto Clube e, de cabeça, estufou as redes. Aos 38, Marcos Paulo, que estava no banco e, no intervalo, entrou no lugar de Fernando Pacheco, recebeu passe de Yago, outro vindo da reserva, substituindo Wellington Silva, driblou dois zagueiros antes de definir o placar.

Na zona mista da saída do estádio Castelão, Wellington Silva comemorou o resultado, mas alertou o fato de, novamente, o Fluminense sofrer gols em inícios de partidas.

“Não podemos ficar tomando esses gols no início para depois ficar tendo que correr atrás até o final”, disse o atacante.

No domingo, o Fluminense esquece a Copa do Brasil e, a partir das 16 horas (de Brasília), também no Maracanã, contra o Madureira, estreia na Taça Rio, segunda fase do Campeonato Carioca

Siga a página Futebol
Seguir
Siga a página Fluminense
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!