O Toronto Raptors conseguiu sua mais relevante vitória na Liga Norte-Americana de Basquete (NBA), em termos de diferença no placar, ao superar o Indiana Pacers, na Scotiabank Arena, por 127 a 81, neste domingo (23). Pela excelente exibição os canadenses seguem com a segunda melhor campanha da Conferência Leste, com 42 jogos ganhos, atrás apenas do Milwaukee Bucks com 48.

Nick Nurse, técnico dos donos da casa, montou uma formação para principiar o duelo composta por Fred VanVleet, Kyle Lowry, OG Anunoby, Pascal Siakam e Serge Ibaka.

Seu adversário treinado por Nate McMillan, escalou Malcolm Brogdon, Aaron Holiday, T.J. Warren, Domantas Sabonis e Myles Turner.

Dentre os fatores que levaram a franquia campeã da última temporada em cima do poderoso Golden State Warriors, a ter o domínio da partida, estiveram a obediência tática e o alto rendimento nos dois lados da quadra. Serge Ibaka iniciou soberano no garrafão em lances ofensivos, além disso matou uma bola de três, em pouco mais de um minuto, fazendo sete pontos.

Kyle Lowry e Pascal Siakam trataram de dar sequência no bom momento convertendo dois chutes do perímetro.

O trio permaneceu desequilibrando, e a diferença no marcador se estendia, além deles, Terence Davis apareceu dando uma linda enterrada, levantando a empolgação da torcida no ginásio.

A esta altura a discrepância entre os dois times no que se refere ao desempenho era gritante, só depois de um bom tempo Justin Holiday encestou para os Pacers, porém tanto o poderio ofensivo quanto o defensivo dos Raptors esteve implacável no primeiro período, 34 a 12.

No segundo quarto o Toronto manteve o ritmo forte e acertou arremessos de longa distância com Kyle Lowry (quase do logo da equipe) e Terence Davis. O jogo coletivo tornava difícil a tarefa dos defensores do Estado de Indiana, porque não conseguiam acompanhar os passes e decisões do rival, que em uma brilhante investida ao ataque rodou a bola até encontrar OG Anunoby livre para cravar de costas.

A velocidade para achar o companheiro melhor posicionado para finalização desmontava a proteção dos visitantes e permitia que chegassem perto do aro com liberdade para encestar, isso se repetiu em algumas oportunidades; Rondae Hollis-Jefferson, Anunoby e o armador Lowry foram importantes nesses momentos.

Do outro lado a deficiência nas conclusões se manteve, todavia, às vezes, as investidas resultavam em pontos, Justin Holiday e Myles Turner buscavam diminuir o prejuízo para os representantes da cidade de Indianápolis, contudo outro grande atleta dos anfitriões passou a se destacar: Fred VanVleet converteu duas bolas de três e arquitetou com qualidade os lances contra o aro do oponente, 63 a 32 .

Passado o intervalo houve uma pequena reação dos comandados de Nate McMillan, Domantas Sabones e Malcolm Brogdon, voltaram motivados e converteram três tentativas em dois minutos, Aaron Holiday também deixou sua marca do perímetro, modificando um pouco o enredo do encontro, mas Pascal Siakam, Kyle Lowry e Anunoby responderam rapidamente em ataque bem-sucedidos.

O posicionamento e as escolhas do time amarelo melhoraram, tanto que forçaram erros dos concorrentes, e contra-atacaram com rapidez na transição. Outro ponto positivo foi Myles Turner, ele disputou com maior intensidade os rebotes contribuindo para melhora na apresentação, assim como Brogdom, que ousou nas jogadas individuais: o terceiro período terminou 23 a 22 a favor dos Pacers, e 85 a 55 para o Toronto Raptors.

Com ampla diferença na contagem os mandantes foram impiedosos no último quarto, fizeram 42 pontos, e conquistaram significativa vitória no final do embate, com 46 de vantagem. Este foi o sucesso com maior distância no placar na história dos Raptors.

Aproveitando a entrada dos suplentes quando a partida estava praticamente decidida, Chris Boucher enterrou de forma incrível, após saltar bastante, concluiu precisamente uma bola de longe, e ainda deu um toco em Sabones. Outro que manteve o grande nível da performance foi Rondae Hollis-Jefferson, demostrando habilidade em seus movimentos e contribuindo para a produção ofensiva.

Matt Thomas, novato na NBA, também veio do banco de reservas para impressionar, o americano de 25 anos acertou quatro arremessos que valiam três pontos, ocasionando alegria intensa nos fãs do time do Canadá, que saiu aplaudidíssimo de sua arena após ganhar por 127 a 81; Pascal Siakam com rendimento nos chutes de média-distância foi o cestinha do espetáculo com 21 pontos.

Mesmo com a acachapante derrota o Indiana figura entre as oito melhores campanhas da Conferência Leste, ocupando a sexta posição, com 33 êxitos.

Destaques individuais

  • Toronto- Pascal Siakam, 21 pontos, 3 assistências e 2 rebotes; Kyle Lowry, 16 pontos, 11 assistências e 7 rebotes (duplo-duplo); Matt Thomas, 17 pontos, 1 assistência e 1 rebote.
  • Indiana- Domantas Sabonis, 14 pontos, 5 assistências e 11 rebotes (duplo-duplo); Aaron Holiday, 14 pontos, 6 assistências e 4 rebotes; Justin Holiday, 12 pontos, 1 assistência e nenhum rebote.

Próximos compromissos

  • Toronto Raptors e Milwaukee Bucks, na Scotiabank Arena, terça-feira (25), às 21h30 (horário de Brasília).
  • Indiana Pacers e Charlotte Hornets, no Bankers Life Fieldhouse, terça-feira (25), às 21h (horário de Brasília).

Siga a página NBA
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!