O avanço do coronavírus em todas as partes do mundo tem provocado um grande impacto no esporte e grandes eventos estão sendo suspensos, cancelados ou, em alguns casos ainda, realizados sem a presença de público.

Nesta quarta-feira, a Liga de Basquete Americana, a NBA, anunciou que todos os jogos da temporada até segunda ordem. Mais cedo, o presidente Donald Trump havia feito um pronunciamento onde informou que viagens dos países da Europa, exceto Reino Unido, aos Estados Unidos estão suspensas por 30 dias, já a partir desta sexta-feira (13).

Eliminatórias sul-americanas adiadas

Também nesta quarta-feira (11), foi anunciado que as duas primeiras rodadas das eliminatórias sul-americanas para a Copa de 2022, no Catar, marcadas para o final do mês, foram adiadas. A nova data ainda não foi divulgada pela Conmebol. As eliminatórias tanto na Europa quanto na Ásia também devem ter seu início adiado.

Quanto à disputa da Copa Libertadores da América, que está em andamento, a entidade que rege o Futebol no continente informou que a realização de jogos com ou sem presença de público irá depender de decisão dos governos locais.

Na quarta-feira, o jogo entre Olímpia e Defensa y Justicia, válido pela segunda rodada da Copa Libertadores, havia sido disputado com portões fechados. A Colômbia, por sua vez, decidiu pela suspensão de seu campeonato nacional neste final de semana.

No Brasil, um evento do UFC em Brasília será realizado sem a presença de público.

La Liga parada e Champions na berlinda

Já nesta quinta-feira (12), a La Liga informou que o Campeonato Espanhol teve suas duas próximas rodadas suspensas.

Alguns jogos, tanto da competição, quando a partida do Valência, contra a Atalanta, pela Liga dos Campeões, não tinha a presença de torcedores no estádio. O Real Madrid está com todas suas modalidades em quarentena após um jogador do time de basquete testar positivo.

Falando em Liga dos Campeões, a UEFA pode ainda nesta quinta-feira decidir pela paralisação da Liga dos Campeões e da Liga Europa.

McLaren se retira do GP da Austrália

O coronavírus também chegou ao circo da Fórmula 1, que tem programada para este final de semana a abertura de sua temporada com o Grande Prêmio da Austrália. Um membro da McLaren foi diagnosticado com a doença e com isso a equipe inglesa decidiu se retirar da corrida.

A Haas estava com quatro membros de sua equipe em isolamento após apresentarem os sintomas, mas os testes nesse grupo deram negativo. Por enquanto a realização a corrida ainda está mantida.

O Grande Prêmio do Barein, próxima etapa da Fórmula 1, marcado para o outro final de semana, será realizado com arquibancadas vazias.

Já a corrida da China, prevista para abril, foi remanejada para o final da temporada.

Siga a página Futebol
Seguir
Siga a página NBA
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!