País onde houve uma explosão dos casos do coronavírus, com mais sete mil infectados e quase 400 mortos, a Itália anunciou nesta segunda-feira (9) novas medidas para conter o avanço da epidemia e isso impactou diretamente no esporte.

Todas as modalidades esportivas, seja qual for seu nível, foram suspensas no país pelo Comitê Olímpico Italiano (CONI) até o próximo dia 3 de abril. Giovanni Malagò, presidente da entidade, pediu para que o governo italiano acate a decisão, que foi tomada após reunião com representantes de federações de esportes coletivos.

Várias partidas do Campeonato Italiano da Série A tiveram que ser adiadas e o duelo entre Juventus e Inter de Milão foi disputado com portões fechados. A Federação Italiana, que ainda não se manifestou sobre as suspensões, convocou uma reunião extraordinária já para esta terça-feira (10), para debater o problema.

A decisão, no entanto, não afeta competições internacionais, envolvendo clube e seleções. Dessa forma, os jogos da Liga dos Campeões da Europa e da Liga Europa serão mantidos, mas disputados com portões fechados.

Na próxima semana, a Juventus recebe o Lyon pelo jogo de volta das oitavas de final.

No domingo (8), já havia sido decretado pelo primeiro-ministro italiano Giuseppe Conte quarentena nas regiões de Veneza, Lombardia, no leste de Piemonte e no norte de Emília-Romanha. Também foi decretado o fechamento de museus, teatros e cinemas.

Portões fechados na Liga dos Campeões

Outro duelo das quartas de final da Liga dos Campeões que será disputado sem a presença de público será o desta quarta-feira (11), entre Paris Saint-Germain e Borussia Dortmund, que acontece no Parque dos Príncipes, em Paris.

O PSG já havia tido sua partida pela League One do último final de semana, contra o Strasbourg, adiada.

Outro jogo da Champions que também não terá a presença de torcedores nas arquibancadas será entre Valência e Atalanta, que será realizado no estádio Mestalla, na Espanha.

Inglaterra mantém eventos

Por enquanto o governo do Reino Unido ainda não tomou nenhuma medida no sentido de cancelar eventos esportivos ou determinar que eles sejam realizados com portões fechados.

Um comunicado emitido nesta segunda-feira (9) informou que ainda não existem justificativas para que medidas como esta sejam adotadas. No entanto, o texto diz se a situação da epidemia mudar, essa decisão poderá ser revista. Até o momento o país registrou 319 casos positivos da doença.

Nesta quarta-feira (11), o Liverpool recebe o Atlético de Madrid em mais um jogo da Liga dos Campeões. Na próxima semana será a vez do Manchester City receber a equipe do Real Madrid.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Futebol
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!