O ex-jogador Ronaldinho Gaúcho está sendo altamente disputado na prisão em que ele se encontra atualmente no Paraguai por policiais e detentos para o torneio interno de futebol que acontece no local, e se iniciou na última sexta-feira (6). O torneio começou no local no mesmo dia em que o ex-jogador acabou sendo detido no país e levado para a prisão paraguaia.

Segundo foi divulgado através do jornal ABC Color, existem duas categorias de campeonato que são jogados por policiais que trabalham no local e por presidiários, a livre e a sênior.

O primeiro não tem limite de idade, no entanto, o segundo é para os que possuem mais de 35 anos.

Algumas das categorias que acontecem na sênior são Villa Real, Chacarita, Sport Espada, Pira Guasu, Sport Pitufo, Halcones e também Negro Chumbiero. Segundo ainda foi divulgado pelo jornal ABC Color, Ronaldinho vai decidir ainda em qual das categorias ele vai jogar no momento em que estiver ainda na prisão do Paraguai junto com os detentos e os policiais no campeonato em questão.

Na última terça-feira (10), a polícia local chegou a apreender quatro funcionários dos departamentos de aeronáutica e imigração do aeroporto de Assunção.

Eles foram presos após serem acusados de terem permitido que Ronaldinho Gaúcho e Assis entrassem no país usando documentos falsos, motivo pela qual o ex-jogador foi preso no país.

Justiça paraguaia nega recurso

A Justiça paraguaia negou o pedido que foi feito de defesa de Ronaldinho Gaúcho e de Assis para que eles pudessem trocar a prisão preventiva deles, que eles estão cumprindo atualmente, para que ela se tornasse domiciliar.

Os dois não participaram da audiência que foi liderada pelo juiz Gustavo Amarilla e atualmente estão aguardando o resultado da situação toda enquanto ainda estão detidos na Agrupación Especializada da Polícia Nacional no país.

O jogador, que está preso no Paraguai pela suspeita de ter usado documentos adulterados para entrar no local, teve marcada pelo Tribunal de Justiça do Estado e Goiás uma audiência de conciliação de um processo da qual o ex-jogador está sendo acusado de ter se envolvido em um esquema de pirâmide financeira.

O advogado do jogador, Sérgio Felício Queiroz, informou, através de uma nota que foi divulgada, que ele vai se manifestar nos autos do processo em questão. De acordo com o que foi falado pelo TJ-GO, a sessão agora está marcada para acontecer no dia 22 de maio às 14h30 no 1º Centro Judiciário de Soluções de Conflitos e Cidadania em Goiânia.

Ainda foi determinado através da decisão o juiz Abílio Wolney Aires Neto que o comparecimento na audiência agora é obrigatório, seja feito pessoalmente oi por intermédio de um represente com uma procuração específica para o caso.

Siga a página Famosos
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!