Em conversa com o colunista Leo Dias, publicada pelo portal UOL, o apresentador e ex-jogador Neto afirmou ter o desejo de deixar o Brasil. Ele almeja morar em Orlando, nos Estados Unidos, quando completar 60 anos.

Neto considera ser bastante famoso, o que lhe traz benefícios e dificuldades também. O ídolo do Corinthians visa conseguir até lá uma quantidade de dinheiro suficiente para viver no exterior.

Críticas de Neto aos jogadores e rejeição

O jeito polêmico é considerado pelo próprio apresentador como um fator que causa o afastamento por parte de alguns. Neto diz que talvez o considerem como um "ogro" e, por isso, muitos temem "falar a verdade" diante dele.

Além de comentar sobre sua própria personalidade, Neto teceu críticas aos jogadores e aos dirigentes de clubes do Futebol brasileiro. Considerou haver "falta de humanidade" e de "compaixão" na ausência de ajuda por parte dos citados no combate ao novo coronavírus.

O ex-jogador declarou que não se importa com as críticas que recebe, mas demonstrou preocupação com a família neste sentido. Na visão do mesmo, os parentes sofrem mais com os comentários negativos sobre o apresentador.

Pedidos de demissão de Neto

Sem receio das possíveis consequências das palavras nos desabafos, Neto garantiu que já houve pedidos por sua demissão na Band, onde apresenta o programa "Os Donos da Bola". Questionado sobre quem teria tentado tirá-lo do ar, o ex-atleta listou os nomes.

Seriam: José Maria Marin, ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Luiz Felipe Scolari, técnico campeão da Copa do Mundo de 2002 e com passagens de sucesso por Palmeiras, Grêmio e seleção brasileira, e Vanderlei Luxemburgo. Este último comanda atualmente o Palmeiras pela quinta vez na carreira, depois de trabalhar no Vasco da Gama em 2019.

Na Band, o apresentador deve ficar até pelo menos 2022. São 20 anos na emissora e o contrato foi renovado com vencimento na temporada em que acontecerá o Mundial do Catar.

Trabalho nos Estados Unidos e carreira de Neto

Embora pense em ter uma vida mais tranquila nos Estados Unidos quando deixar os trabalhos na Bandeirantes, Neto revelou a vontade de exercer a profissão em algum canal brasileiro no país norte-americano.

Atualmente com 53 anos, o ex-jogador fez história com a camisa do Corinthians, mas também jogou nos três rivais locais do Alvinegro: Palmeiras, São Paulo e Santos. Ele foi revelado pelo Guarani, passou ainda por Bangu, Millonarios, da Colômbia, Atlético-MG, Matsubara, Araçatuba, Osan e Paulista. Na Venezuela, vestiu a última camisa na carreira: a do Deportivo Italia, entre 1998 e 1999.

Ao todo, Neto acumulou oficialmente 152 gols e disputou 467 jogos. José Ferreira Neto foi campeão brasileiro e paulista, entre outros títulos alcançados.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Futebol
Seguir
Siga a página Televisão
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!