Apesar da parada por conta da pandemia do coronavírus, o Grêmio se mantém atento ao mercado de transferências. O atual dono da posição de centroavante do Grêmio, Diego Souza, acabou sendo diagnosticado com a covid-19, e, por tempo indeterminado está afastado das atividades com o grupo de jogadores.

Vale destacar que os profissionais da equipe tricolor já retomaram as atividades normais, respeitando os devidos protocolos de distanciamento e higienização dos locais que recebem atletas, comissão técnica e diretoria. Contudo, ainda preocupa o fato de que a covid-19 pode afastar novos atletas.

Por conta disso, o tricolor gaúcho se mantém atento ao mercado de transferências, e já tem sondado nomes para as posições que ainda são consideradas como carentes no elenco.

Carlos Sánchez de volta à pauta do Grêmio

A operação Carlos Sánchez no Grêmio parece ter voltado à carga. Insatisfeito com a redução de salários no Peixe por conta da crise do coronavírus, o uruguaio voltou à pauta do tricolor gaúcho. Sonho antigo do técnico Renato Portaluppi e do presidente Romildo Bolzan Júnior, Sánchez pode ser um nome a trocar de clube após a pandemia.

Isso porque, como os clubes brasileiros estão sem dinheiro para a contratação, o Grêmio estaria montando uma estratégia para garantir o desembarque do uruguaio no Salgado Filho. Segundo informações do jornalista César Cidade Dias, o Grêmio já teria um plano de ação.

De acordo com o jornalista, o Grêmio poderia oferecer as trocas do centroavante Luciano e do meio-campista Darlan Mendes, para que o Peixe aceitasse liberar o uruguaio.

Contudo, não se tem maiores informações se os acordos seriam por empréstimo ou definitivo.

Centroavante do Sporting na mira do Grêmio

Se Luciano não está nos planos da diretoria e nem do técnico Renato Portaluppi, sobretudo após um início de ano abaixo da média, o que ocasionou, inclusive, a perda da posição para o veterano Diego Souza, o atacante pode realmente deixar a Arena do Grêmio.

Considerado como uma boa moeda de troca dentro do mercado nacional, o atacante é observado por outros clubes do Futebol brasileiro. Contudo, o salário alto do jogador, na casa dos R$ 300 mil impediria o negócio, a não ser que o Grêmio aceitasse pagar uma parcela.

Entretanto, já cogitando uma eventual saída de Luciano, o Grêmio monitora nomes para a posição que será deixada por Luciano, visando um grupo mais enxuto e com opções para o técnico Renato trabalhar.

Trata-se do centroavante Luiz Phellype, que, segundo o jornal A Bola, de Portugal, estaria na mira do Tricolor Gaúcho. Para a liberação do jogador, o Sporting, detentor do passe do brasileiro, só aceitaria negociar na casa dos 8 a 10 milhões de euros, valor considerado improvável de ser praticado pelo Grêmio na atual conjuntura.

Tanto o empresário do jogador, como a direção do Grêmio, negaram qualquer tipo de negociação pelo atleta.

Siga a página Futebol
Seguir
Siga a página Grêmio
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!