A derrota no GreNal 429 ainda deixa marcas na Arena do Grêmio. Em um tom bastante ríspido, o técnico Renato Portaluppi ameaçou largar de vez o Brasileirão após sonoras críticas à arbitragem de Luiz Flávio de Oliveira, que marcou um pênalti para o Internacional no apagar das luzes do Beira-Rio, aos 52 minutos de segundo tempo.

"O Grêmio sempre quis ganhar o Brasileiro, mas depois de hoje (domingo), será que temos que continuar disputando? Se o presidente me autorizar, vou botar o transição no restante do campeonato", disparou Renato em tom de desabafo na coletiva pós-jogo de domingo (24).

O presidente Romildo Bolzan, também na coletiva pós-jogo, não quis entrar na polêmica afirmação de Renato, mas questionou as decisões da arbitragem, embora tenha utilizado um tom mais apaziguador, diferentemente do treinador do Grêmio, que visivelmente estava exaltado com as decisões do árbitro de campo e a omissão do VAR em lances pontuais do jogo.

Renato é criticado na imprensa por postura após o GreNal

Rapidamente a fala de Renato repercutiu na imprensa e tomou conta das redes sociais. O tom praticamente dava a entender que a equipe do Grêmio abriria mão do Campeonato Brasileiro, colocando os jovens da equipe de transição do clube (formada por jovens de até 23 anos que são lapidados para integrar os profissionais).

O narrador Galvão Bueno, durante o programa "Bem, Amigos!" desta segunda-feira (25), criticou a postura do treinador do Grêmio em ameaçar largar de vez a disputa do Campeonato. "Não faz sentido, porque a Libertadores está no DNA do Grêmio", disse Galvão. "O Grêmio tem que continuar para, na pior das hipóteses, estar entre os seis", reforçou Galvão.

O colunista do portal UOL, Rodolfo Rodrigues, foi ainda mais crítico a Renato Portaluppi, chamando o técnico tricolor de "mau perdedor".

Segundo o colunista, Renato tomou "atitude vergonhosa" após a derrota no último domingo, afirmando que a ideia de Renato em colocar a transição seria para única e exclusivamente prejudicar o Internacional. "Renato disse ainda que pretende jogar como o time de transição ou a garotada do Grêmio nas partidas restantes, visando prejudicar o Internacional", disse o colunista em seu texto publicado no portal UOL.

Renato não deve colocar transição

O jornalista Rodrigo Mattos, também do portal UOL, trouxe a informação de que o Grêmio deve entrar, sim, com uma reclamação junto a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) em protesto pela atuação do árbitro no GreNal 429. Contudo, Romildo Bolzan que antes parecia apoiar, mesmo que discretamente, a atitude de Renato em colocar a transição, descartou a possibilidade, garantindo que o Grêmio se manterá na briga visando a classificação para a Libertadores de 2021 sem depender da necessidade e obrigação de conquistar a Copa do Brasil, em final ainda sem data, diante do Palmeiras.

Siga a página Grêmio
Seguir
Siga a página Brasileirão
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!