A direção do Grêmio não expõe, mas já trabalha pensando na saída de Pepê, vendido ao Porto, no meio do ano. A partir de junho, Pepê já não estará mais no clube, e será preciso pensar no jogador que substituirá o jovem tricolor que parte rumo à Europa para ganhar o mundo.

Não é de hoje que o Grêmio pensa sobre isso. Notavelmente há uma hierarquia entre os jovens pontas do Grêmio. Pedro Rocha surgiu, destacou-se e foi para o Spartak Moscou, da Rússia. Everton o substituiu e também acabou vendido posteriormente, desta vez para o Benfica, de Portugal.

Então Pepê naturalmente substitui a lacuna deixada por Everton, destaca-se, recebe proposta da Europa e deixa o clube num futuro próximo.

É o caminho natural dentro do Grêmio. Do projeto gerido pelo presidente Romildo Bolzan Jr. Agora, nada mais natural que o Grêmio comece a pensar nas possíveis peças que substituirão Pepê a partir do meio do ano.

Os substitutos de Pepê no Grêmio

O Grêmio já prepara o terreno pensando na saída de Pepê. Não à toa, Ferreira teve seu contrato renovado ano passado após imbróglio no início de 2020. Nos bastidores do Grêmio, o jogador é visto como o grande nome para substituir a jovem promessa do Grêmio a partir do meio do ano.

Contudo, Ferreira não goza dos privilégios da unanimidade, como foram Everton e Pepê, por exemplo. Isso porque, embora seja um jogador quase sempre utilizado, soma poucos minutos em campo com Renato e, muitas vezes, acaba preterido por jogadores como Everton Cardoso, Thaciano ou mesmo Luiz Fernando, jovem vindo de empréstimo do Botafogo que sequer pertence ao Grêmio.

Por essa razão, outro nome é visto com melhores olhos dentro do Grêmio nesta linha hierárquica. Elias Manoel é um jovem de apenas 19 anos, destaque do Grêmio na Copa São Paulo de 2020 e que já se mostra pronto para fazer parte da equipe principal neste ano.

Ainda há a opção por Léo Chu, jovem destaque da base e que jogou a temporada pelo Ceará. E foi bem!

Como um dos principais nomes da equipe de Guto Ferreira, Léo Chu teve sua volta requisitada e deve fazer parte da equipe do Grêmio em 2021. O jogador joga preferencialmente pelo lado esquerdo, mas também pode fazer o lado direito de ataque.

Jovens do sub-17 já chamam atenção no Grêmio

Além de jogadores já prontos para integrar o elenco tricolor, o Grêmio ainda tem dois nomes do sub-17 que já chamam a atenção internamente no Grêmio.

São os casos de Zinho Hoffmann e Kauan Kelvin. Dois jovens bastante móveis que são capazes de fazer diversas funções na parte ofensiva do campo.

Embora o Grêmio tenha uma hierarquia, como o próprio presidente Romildo Bolzan gosta de reforçar, ambos os nomes agradam tanto a diretoria, como a comissão técnica da equipe profissional.

Siga a página Futebol
Seguir
Siga a página Grêmio
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!