O Internacional anunciou na manhã desta segunda-feira (1º) a contratação do técnico espanhol Miguel Ángel Ramírez, que estava sem clube desde que deixou o Independiente Del Valle, do Equador, clube onde deixou um legado com conquistas importantes e um Futebol ofensivo e muito elogiado pela crítica.

A contratação de Miguel Ángel era esperada no Internacional. Contudo, em virtude da disputa da reta final do Campeonato Brasileiro de 2020, e com o Colorado vivo no confronto pelo título até a última rodada da competição, o assunto era tratado de forma confidencial dentro do estádio Beira-Rio.

No entanto, o mistério acabou e oficialmente o treinador espanhol chega a Porto Alegre após bateria de exames para trazer uma nova filosofia ao clube. Já apalavrado com o Inter desde o mês de dezembro, o espanhol deve acertar os detalhes finais ao longo do dia.

O contrato entre Miguel Ángel e o Internacional será válido, inicialmente, por dois anos, e Ramírez deve estar no Beira-Rio para acompanhar o confronto entre o Colorado e Juventude, nesta segunda-feira, às 20h, válido pela 1ª rodada do Campeonato Gaúcho de 2021.

Mudança de filosofia deve fazer Inter dispensar atletas

A reconstrução para a temporada de 2021 começou nesta segunda-feira para o Inter. Após a perda de um Brasileirão melancólico, Abel Braga se despediu de seus comandados e deixou a equipe.

O acordo já previa a saída do técnico. A chegada de Miguel Ángel Ramírez, agora, muda a página do clube, que deve passar por significativas mudanças ao longo das próximas semanas.

Com uma nova comissão técnica e um novo nome na casamata, mudanças no grupo de jogadores também são esperadas. A ideia internamente é liberar atletas pouco utilizados ou que tiveram um desempenho irregular na temporada.

Assim, a busca por novos jogadores deve ser a sina deste início de temporada.

O espaço para jovens promessas deve aparecer e o uso da base deve ser constante, com apostas pontuais em negócios de ocasião, como foram os casos de Yuri Alberto, vindo do Santos, Maurício, do Cruzeiro, e a ascensão de Caio Vidal, do time de juniores.

Pensando em abrir novas vagas no elenco, nomes como Matheus Jussa, Uendel e Leandro Fernandez, por exemplo, devem ser liberados para decidirem o seu futuro. Outra mudança, além do elenco, é a postura do Internacional, que planeja uma nova filosofia.

Com a chegada do técnico espanhol, o Inter quer abandonar o futebol reativo e partir para o protagonismo. Foi o próprio presidente, Alessandro Barcellos, inclusive, que encabeçou esse projeto, negociando diretamente com Miguel Ángel Ramírez, apresentando a possibilidade de um trabalho de longo prazo e mostrando as ideias do clube para as próximas temporadas.

Siga a página Futebol
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!