A equipe do Phoenix Suns ganhou do Golden State Warriors, por 120 a 98, nesta sexta-feira (5), e assumiu a vice-liderança da Conferência Oeste da NBA, atuando na Talking Stick Resort Arena.

Com quatro vitórias seguidas, o time treinado por Monty Williams ultrapassou o Los Angeles Lakers na tabela de classificação, deixando o atual campeão na terceira posição, tendo o mesmo número de êxitos na temporada que os angelinos, 24, entretanto, o Suns possui duas derrotas a menos (11).

Pelos sucessos obtidos enfrentando Chicago Bulls, Minnesota Timberwolves, Lakers e Warriors, a franquia do jogador Chris Paul vem se destacando em um campeonato equilibrado e extremamente competitivo.

Já o Golden State foi ultrapassado pelo Dallas Mavericks, após sofrer sua terceira derrota consecutiva, e agora ocupa o nono lugar –seus algozes nos duelos foram: Los Angeles, Portland Trail Blazers e Suns.

Jogo

Para enfrentar os donos da casa, na cidade de Phoenix, o treinador Steve Kerr mandou à quadra Nico Mannion, Damion Lee, Andrew Wiggins, Juan Toscano-Anderson e James Wiseman. A formação inicial do Phoenix Suns apresentou Chris Paul, Devin Booker, Mikal Bridges, Jae Crowder e Deandre Ayton.

O período de abertura do espetáculo mostrou-se disputado até praticamente o minuto final, quando arremessos do perímetro de Dario Saric e Abdel Nader permitiram que o Phoenix abrisse vantagem no placar.

Devin Booker foi quem ditou o ritmo do ataque, sempre explorando a boa presença de Deandre Ayton no garrafão, além disso, o camisa um converteu belas cestas, contribuindo para que o placar ficasse 34 a 23 para os anfitriões.

No segundo quarto houve equilíbrio nas ações e muitos atletas que ocupavam o banco de reservas entraram na partida.

Jordan Poole se destacou pela personalidade, em lances individuais, chegando a encestar até do meio da quadra. Além dele, Andrew Wiggins não permitiu que o Suns desgarrasse mais na contagem: 62 a 51.

Passado o intervalo, a dupla Devin Booker e Deandre Ayton retornou ao duelo e dominou novamente o ímpeto dos visitantes. Booker esteve imparável, demonstrou visão diferenciada para encontrar os companheiros, distribuindo assistências.

Já o pivô de 2,11 m, das Bahamas, colocou-se precisamente para finalizar e pegar os rebotes. Além dos dois atletas, a rotatividade pela rápida movimentação do time do estado do Arizona dificultava a defesa do Golden State Warriors –87 a 73 a favor do Phoenix Suns.

No último quarto a missão seria complexa para os Warriors virarem um prejuízo de 14 pontos contra uma agremiação que se portou melhor durante todo enfrentamento. Outro agravante é que Frank Kaminsky, Cameron Payne, Jevon Carter, Abdel Nader e Dario Saric exerceram muito bem seus papéis e mantiveram o controle do encontro, quando entraram na segunda rotação –120 a 98 e vice-liderança garantida.

Destaques individuais

  • Phoenix- Cameron Payne, 17 pontos, 10 assistências e 5 rebotes (duplo-duplo); Devin Booker, 16 pontos, 6 assistências e 5 rebotes; Deandre Ayton, 11 pontos, 2 assistências e 10 rebotes (duplo-duplo).
  • Warriors- Jordan Poole, 26 pontos, 1 assistência e 3 rebotes; Andrew Wiggins, 16 pontos, 3 assistências e 2 rebotes; James Wiseman, 11 pontos, 2 assistências e 11 rebotes (duplo-duplo).

Próximos compromissos

  • Portland Trail Blazers e Phoenix Suns, sexta-feira, 12 de março, à 0h (horário de Brasília), no Moda center.
  • Los Angeles Clippers e Golden State Warriors, sexta-feira, 12 de março, à 0h (de Brasília), no Staples Center.
Siga a página NBA
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!