No seriado Fringe (2008 a 2013), o cientista Peter Bishop, interpretado por Joshua Jackson, é um gênio incompreendido. Portador de vasto conhecimento científico, ele explora áreas marginalizadas pela ciência: universos paralelos, dimensões extras etc.

No seriado, o assunto é restrito às agências de inteligência do governo norte-americano, que sabem da realidade dos fatos e fazem o possível para resguardá-lo do público.

Apesar de Fringe ser apenas entretenimento hollywoodiano sem compromisso com a realidade, documentos oficiais da Agência Central de Inteligência (CIA), nos Estados Unidos, exibidos em 1 de outubro no popular fórum Reddit, comprovam o interesse das autoridades em assuntos misteriosos, relativos ao chamado plano astral, ou multiversos.

Ainda que as pessoas autoproclamadas ‘sensatas’ limitem o plano astral (ou realidade oculta) a meras experiências psicotrópicas, a partir de drogas que alteram a percepção do cérebro, as 29 páginas divulgadas no site da CIA avaliam como real a existência desses ‘lugares’ imperceptíveis à maioria dos indivíduos, mas cultuados em religiões da Índia [VIDEO] como o hinduísmo e o Jainismo.

As experiências descritas por Wayne M. Mcdonnell, da Inteligência do Exército dos EUA, foram aplicadas com objetivo militar. A CIA queria descobrir se esse tipo de conhecimento poderia ser usado para obter vantagens.

Embora ele não detalhe os experimentos, o militar descreve algo verdadeiramente Bizarro, porém de conhecimento místico-filosófico. Em determinado trecho, revela que durante as investigações eles descobriram que o nosso universo se cria e se destrói em um ciclo sem fim.

Os melhores vídeos do dia

Semelhante aos conceitos empregados em Fringe, pesquisadores também notaram que o universo é um holograma, onde uma parte codifica o todo. A partir desses intricados estudos, os documentos acrescentam que os cientistas descobriram os mecanismos da consciência humana.

Outra parte perturbadora do estudo faz referência a um conceito praticamente impossível de ser descrito com palavras, nomeado pela CIA de “O Absoluto”. Conforme os estudiosos, ele existe em todos os momentos e dimensões. O Absoluto é descrito como sendo onipresente e onipotente.

Para ver os documentos oficiais, acesse: https://www.cia.gov/library/readingroom/docs/CIA-RDP96-00788R001700210016-5.pdf

À procura de respostas

Intrigado com a descoberta, o usuário do Reddit (TheKinkyNerd2point0) disse que contatou, por telefone, o Instituto Monroe, o Exército, a Inteligência do Exército e a própria CIA, afim de saber mais sobre os documentos.

Os órgãos contatados se limitaram a dizer que as experiências aconteceram “há muito tempo” e não podiam comentar sobre o conteúdo atual do relatório.

As autoridades também não conseguiram encontrar o autor do estudo, Wayne M. Mcdonnell. “Eles não conseguiram entrar em contato com alguém que estava diretamente envolvido dizendo que McDonnell provavelmente se aposentou, já que no momento da investigação ele já era um Lt. Commander e isso aconteceu há mais de 30 anos”, destacou – confira na íntegra.

Ao que parece, nossa compreensão de existência é tão limitada quanto a de qualquer outro animal.