Se você gosta de caçar fantasmas ou qualquer atividade paranormal, tenha cuidado com o que você está procurando, pois, pode descobrir algo mais horrível do que qualquer outra coisa do gênero. Foi exatamente o que aconteceu com um australiano, que não teve seu nome revelado, ao decidir instalar uma câmera escondida em sua casa com a esperança de capturar imagens de um fantasma [VIDEO].

Conforme divulgado em vários sites de notícias internacionais, ele era obcecado em capturar algum Fantasma e resolveu estalar uma câmera em sua residência na tentativa de flagrar alguma imagem. Porém, um dia, ele se esqueceu de desligar a câmera e ficou gravado o dia todo.

Quando verificou algumas das imagens que o equipamento gravou [VIDEO], descobriu algo que não estava em seus planos.

Madrasta é flagrada por câmera tendo contato físico com enteado

Conforme relatos, a câmera escondida capturou a sua namorada, com que ele tem um relacionamento há 11 anos, em momentos íntimos com seu filho, de 16 anos. Nas filmagens, a namorada e também madrasta de seus filhos foi flagrada fazendo sexo com um dos adolescentes. De acordo com o juiz David Porter, a mulher de 28 anos conhecia o jovem desde que ele tinha 9 anos de idade. Em 2012, passou a morar o com o companheiro.

O caso da mulher com o adolescente começou em outubro do ano passado, quando ela foi até o quarto do adolescente para discutir um trabalho da escola. Porém, no decorrer da conversa, ambos tiveram relação sexual.

Madrasta confessa que teve contato com adolescente por pelo menos três vezes

Conforme relatos da imprensa local, inicialmente, a madrasta negou o caso com seu enteado. Porém, no decorrer da conversa, ela confessou ter tido contato físico com o adolescente por pelo menos três vezes.

Durante uma audiência judicial, a mulher admitiu que achava que ter contato físico [VIDEO] com um adolescente de 16 anos não era crime, mas, de acordo com a lei da Tasmânia, a idade mínima para ter contato íntima com uma pessoa é 17 anos.

Mulher é condenada a seis meses de cadeia por ter contato íntimo com menor

Diante dos fatos, a mulher se declarou culpada de ter relações sexuais com um menor e foi sentenciada a 6 meses de prisão pelo Supremo Tribunal da Tasmânia. A madrasta admitiu, embora tenha vergonha de sua conduta, que ainda está tentando reatar seu relacionamento com o parceiro, com quem ela tem uma criança.

Qual a sua opinião sobre essa história? Você também é obcecado em capturar imagens de fantasmas? Compartilhe seus pensamentos na seção de comentários logo abaixo.