Sabemos que estudar é essencial para o futuro de qualquer ser humano, afinal, com os estudos em dia, aprendemos o necessário para ingressar em diferentes áreas profissionais. Diante disso, o professor é uma peça fundamental e, sem ele, nada disso seria possível. Se hoje sabemos ler e escrever, devemos isso aos nossos professores, que com paciência e sabedoria nos ensinou tudo o que aprendeu ao logo da profissão [VIDEO].

Professora oferece boas notas em troca de sexo

Como em todas as áreas existem profissionais mal-intencionados, não poderia ser diferente no quadro de professores.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Futebol

Um caso tem ganhado repercussão em diversos países, principalmente aqui no Brasil, onde um vídeo acabou sendo divulgado nas redes sociais, mostrando um ato irresponsável de uma professora.

Identificada por Yokasta M., ela é uma professora de 40 anos e tem chocado inúmeras pessoas após escandalizar o nome dos professores de Medellín, na Colômbia. Ela foi detida pelas autoridades policiais após ser pega, oferecendo boas notas a seus alunos em troca de sexo. A divulgação do caso tem se espalhado dia após dia e por conter cenas picantes, acabou sendo aplaudida por inúmeros marmanjos, que ficaram apaixonados ao ver a professora seminua.

Ela teria dito aos alunos que os reprovaria caso não aceitassem dormir com ela. Tudo só foi descoberto, após um dos alunos repassar a situação para seus pais, que procuraram resolver a situação imediatamente.

Segundo informações divulgadas pelas autoridades da região, a professora adicionava os alunos em seu aplicativo de mensagens no celular e dava início às conversas com intenções sexuais.

Os alunos tinham todos entre 16 e 17 anos e se mostravam felizes com tudo o que estava acontecendo. A professora enviava várias fotos e vídeos para os eles, onde ela aparecia fazendo poses e atos sexuais.

Os alunos decidiram expor a professora nas redes sociais e juntaram todo o conteúdo recebido e fizeram um vídeo. Nas imagens, a professora, além de mostrar o seu corpo em posições bem ousadas, ensinava alguns ‘truques’ para que os alunos ficassem mais espertos quando aos seus desejos sexuais [VIDEO].

Mesmo com a troca de mensagens e os envios do conteúdo multimídia, os alunos alegam que nunca chegaram a ter relações sexuais com a professora, mas que, caso não houvesse a denúncia, com certeza fariam, pois não queriam ser reprovados na escola. Yokasta agora irá responder na Justiça pelos seus atos e poderá pagar até 40 anos de prisão, caso seja condenada.