Um homem foi preso pela Polícia na última sexta-feira (1º) acusado de Violência sexual contra vários menores de idade. O acusado de ter cometido o crime foi identificado como Pio Guidolin, um famoso Padre na localidade. Conforme relatos da polícia local, o crime aconteceu na cidade de Catânia, no sul da Itália.

Padre aproveitava das condições precárias das vítimas para cometer o crime

As investigações da polícia apontaram que os crimes de abusos sexuais aconteceram no ano de 2014. O suspeito agia sempre da mesma forma para abusar das vítimas. Ele se aproveitava do seu cargo como padre e das condições precárias das vítimas menores de 14 anos para cometer os atos ilícitos.

Segundo a polícia, durante os abusos, o padre usava um tipo de óleo para passar no corpo das vítimas que, segundo ele, era para purificar suas almas e “aliviar seus sofrimentos interiores”.

As vítimas eram ameaçadas por criminosos caso denunciassem os abusos para a polícia

Quem se recusasse a participar das ações do padre era expulso da entidade religiosa e acusado de calúnia. As investigações também apontaram que as vítimas de violência sexual eram ameaçadas por criminosos caso relatasse os estupros para as autoridades locais.

Pai de uma das vítimas avisou o padre que ele está sendo investigado

O que mais surpreendeu à polícia foi o que fez o pai de uma das vítimas. O homem foi informado pelo próprio filho que estava sendo abusado pelo padre.

Diante dos fatos, o pai da vítima tinha procurado o acusado e o alertou que a polícia estava investigando os casos de agressões sexuais. O pai do garoto está sendo investigado por favorecimento pessoal.

Padre é afastado da igreja após sua prisão

O crime causou uma grande revolta na localidade, a direção da entidade religiosa tomou algumas medidas contra o padre logo após a sua prisão.

O padre foi removido da paróquia e a e a Igreja Católica iniciou um processo canônico contra ele.

Outro caso parecido

Recentemente, um pastor foi preso acusado de estuprar e engravidar uma adolescente de apenas 14 anos. O crime aconteceu na cidade de Colorado Springs, nos Estados Unidos. O pastor foi identificado como Romello Leach, de 22 anos.

A imprensa local informou que o pastor se encontrava com a vítima em várias ocasiões em motel.

Em algumas mensagens de texto do pastor para amigos, ele confessa que teve um caso coma a vítima, que hoje está com 15 anos. Qual a sua opinião sobre esse dois crimes envolvendo religiosos? Deixe seu comentário abaixo.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!