Uma adolescente foi considerada, no passado, como a garota com mais pelo do mundo. A jovem apresenta um crescimento anormal de pelo, que se trata de uma condição rara, e ficou reconhecida mundialmente por essa diferença. Agora, sua notoriedade acontece por outro motivo, mais feliz.

A jovem, agora com 17 anos, está mais feliz que nunca. Ela começou raspando todo o pelo e revelou que ela se casou com o "amor de sua vida". Supatra ‘’Natty’’ Susuphan, natural de Bangcoc, na Tailândia, sempre compartilhou suas fotos, mas agora está compartilhando as imagens junto do marido.

Registrada no Guinness

Supatra sofre de uma condição genética extremamente rara chamada síndrome de Ambras, também conhecida como síndrome do lobisomem, que é uma forma de hipertricoses que provoca crescimento excessivo de cabelo corporal.

A jovem entrou para os registros do livro dos recordes mundiais, o Guinness [VIDEO], em 2010, precisamente por ter todo cabelo grosso crescendo em seu rosto, orelhas, braços, pernas e costas.

Quando criança, Supatra fez tratamento a laser para a queda de todo o pelo, mas sem sucesso. Ele continuava sempre crescendo e muito grosso. Agora, ela está mudando a imagem e, de acordo com o pai, a jovem está raspando o corpo. Entretanto, ela compartilha a felicidade amorosa com o marido. Em sua mídia social, Supatra publica imagens de momentos felizes do casal e escreveu sobre o marido: "Você não é apenas meu primeiro amor, você é o amor da minha vida". O jovem não tem seu nome identificado na mídia, mas, de acordo com a imprensa, os dois estão casados e vivendo juntos e felizes.

Condição muito rara

A condição que Supatra padece não é nada comum.

De acordo com o jornal britânico Daily Mail, não existem mais que uma dezena de casos documentados, desde a Idade Média, de pessoas sofrendo de síndrome de Ambras. No entanto, o problema está identificado e diagnosticado, o que já é uma evolução em relação ao que acontecia no passado, quando as pessoas que tinham essa condição eram apontadas e chamadas de ‘’lobisomem’’, sendo mesmo evitadas e colocadas de lado por suas comunidades.

Isso já não aconteceu com Supatra, que pode sempre contar com o apoio de sua família e amigos. O mesmo não aconteceu na escola, quando a jovem era chamada por vários nomes nada simpáticos, como ‘’menina-lobo’’ ou ‘’Chewbacca’’, personagem da saga Star Wars.

Porém, ela sempre aceitou bem a imagem e, por isso, sempre compartilhou tantas fotos. "Não me sinto diferente de mais ninguém e tenho muitos amigos na escola... Ser peluda me faz especial. Havia algumas pessoas que me provocavam e me chamavam de cara de macaco, mas agora já não", disse a garota, em declarações para o Guinness. No entanto, a jovem disse que gostaria de ficar curada um dia desse problema.

O antes e o depois de Supatra Susuphan